Santos é derrotado pelo Goiás e desperdiça chance de assumir a liderança do Brasileiro 

Elvis, em cobrança de pênalti, marcou o único gol da partida, ainda no primeiro tempo

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2022 20h51 - Atualizado em 15/05/2022 20h56
HEBER GOMES/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Elvis marcou para o Goiás contra o Santos, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro Elvis marcou para o Goiás contra o Santos, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro

O Santos desperdiçou a possibilidade de virar líder do Campeonato Brasileiro 2022 neste domingo, 15, ao ser derrotado pelo Goiás por 1 a 0, na Serrinha, em confronto válido pela sexta rodada. Elvis, em cobrança de pênalti, marcou o único gol da partida, ainda no primeiro tempo. Com o revés, o Peixe fica no quinto lugar e permanece com 10 pontos, três a menos que o primeiro colocado Corinthians. Já o Esmeraldino, que conseguiu o primeiro triunfo em sua casa, sobe para a 13ª posição, com 8 pontos somados.

A primeira etapa foi bastante movimentada na Serrinha. Depois de Marcos Leonardo cabecear sobre o travessão e assustar os mandantes, o Goiás abriu o placar aos 16 minutos, após Apodi sofrer falta de Velázquez dentro da área. Na cobrança, Elvis chutou colocado e deixou os mandantes na frente. Tentando a reabilitação na partida, o Santos chegou com Lucas Pires, que viu Tadeu fazer boa defesa. O mesmo aconteceu com Zanocelo, que parou no arqueiro esmeraldino em arremate de fora da área. Ainda antes do intervalo, o Goiás quase marcou o segundo com Apodi, que fez João Paulo praticar excelente defesa.

No retorno do intervalo, o cenário da partida continuou imprevisível. Logo nos primeiros minutos, Caetano subiu mais que a marcação e só não anotou o segundo do Goiás por causa de João Paulo – o goleiro praticou um milagre. A equipe de Fabián Bustos, porém, mostrou sua força ofensiva e quase igualou com Lucas Pires, que acertou a trave. A bola do Alvinegro praiano até chegou a entrar com Angulo, mas a arbitragem pegou impedimento do atacante na jogada. Explorando os contra-ataques, o Esmeraldino também teve suas oportunidades para “matar” o confronto, mas pecou nos detalhes finais.