Santos fica no empate com o River e dá adeus à Copa Sul-Americana

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 21h15 - Atualizado em 26/02/2019 21h43
PETER LEONE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMauro Da Luz comemora o gol marcado na partida entre Santos e River Plate-URU

O dia 26 de fevereiro de 2019 ficará marcado negativamente na história do Santos. O tricampeão da América recebeu o modesto River Plate, do Uruguai, clube que nunca conquistou um título nacional e participa apenas pela sexta vez da Copa Sul-Americana, e não passou de um empate em 1 a 1.

O resultado acabou eliminando o time de Jorge Sampaoli logo na primeira fase competição continental, já que no confronto de ida, disputado em Montevidéu, os times ficaram no empate sem gols – o gol marcado fora de casa acabou desempatando o confronto.

Jogando no estádio do Pacaembu vazio, por conta de uma punição da Conmebol, o Peixe se mostrou apático e só não saiu de campo derrotado na noite desta terça porque Soteldo marcou o gol de empate nos minutos finais – Mauro da Luz abriu o placar para o River Plate no início do segundo tempo.

O time de Jorge Sampaoli até tentou pressionar os uruguaios nos minutos iniciais, mas encontrou muita dificuldade para criar na primeira etapa. Com o meio de campo congestionado pela marcação do River Plate, o Santos tentou chegar pelas laterais, mas a falta de uma referência na área, também atrapalhou.

Diante da inoperância dos donos da casa, os uruguaios passaram a arriscar alguns contra-ataques no final da primeira etapa. Porém, o River Plate conseguiu surpreender o Santos somente após o intervalo.Aos nove minutos, Pituca perdeu bola no ataque, Olivera recebeu e enfiou para Mauro da Luz. O atacante arrancou, driblou Vanderlei e empurrou para o gol vazio.

Jorge Sampaoli mexeu na equipe. Felippe Cardoso e Yuri entraram nas vagas de Pituca e Alison. Mas com o adversário ainda mais fechado, o nervosismo tomou conta dos donos da casa. A única alternativa foi a bola aérea, e o River Plate se segurava sem grandes sustos até os 41, quando um cruzamento de Jean Mota encontrou Soteldo, que desviou para a rede.

O gol deu um pouco de esperança ao Peixe, que no desespero seguiu tentando pelo alto e viu Copete assustar já nos acréscimos. Mas ficou nisso. Os uruguaios celebraram a inesperada classificação, enquanto os donos da casa voltarão suas atenções ao Campeonato Paulista e a Copa do Brasil para tentar esquecer o vexame deste 26 de fevereiro de 2019.

Confira a narração dos gols: