Santos vence o CSA em casa e encerra série de resultados negativos

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2019 17h55
MAURÍCIO DE SOUZA/DIÁRIO DO LITORAL/ESTADÃO CONTEÚDOSANTOS X CSA

O Santos venceu o CSA por 2 a 0, na tarde deste domingo (29), na Vila Belmiro, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com os três pontos, o Peixe manteve a 3ª posição, com 41 pontos.

Santos e CSA fizeram um primeiro tempo bem morno na Vila Belmiro. A objetividade antes vista no time de Sampaoli já não parece estar presente no espírito da equipe. O Peixe passou a maior parte dos 45 minutos iniciais trocando passes para o lado sem muita criatividade. O lance do gol saiu justamente na única jogada em que um jogador tentou improvisar com drible.

O Peixe abriu o marcador de pênalti, aos 34 minutos. Soteldo fez grande jogada individual e foi travado, no rebote, Sasha finalizou, mas a bola bateu no braço de Naldo. Sánchez assumiu a responsabilidade e abriu o placar para o Santos.

Carlos Sánchez quase marcou o segundo dele, e seria um golaço.  Jorge e Sanchez tramaram bem pelo meio e a bola foi aberta para Soteldo. O venezuelano devolveu para o uruguaio, que bateu bem. Jordi salvou o CSA.

O Santos voltou um pouco mais ligado para o segundo tempo e chegou ao ataque em duas oportunidades. Primeiro, Sánchez recebeu de Soteldo e soltou o pé na entrada da área, mas a bola passou ao lado da meta de Jordi. Na sequência, foi a vez de Jorge tentar de fora da área, e o goleirão catou.

Mais ativo no ataque, o Peixei aumentou o placar com Eduardo Sasha. Depois de escanteio desviado em duas oportunidades por jogadores do Santos, a bola sobrou para Sasha embaixo da trave.

O Santos ficou com um jogador a menos aos 32 minutos do segundo tempo. Lucas Veríssimo, que já tinha cartão amarelo, deixou o braço no rosto de um adversário e levou o vermelho.

O Santos volta a campo para enfrentar o Vasco no próximo sábado (5), às 17h, em São Januário. O CSA recebe o Avaí, no domingo (6), às 19h, no Rei Pelé.

Ficha técnica Santos x CSA

Santos

Everson; Víctor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez, Evandro (Felipe Jonatan) e Jean Mota (Derlis González); Soteldo e Sasha (Luiz Felipe)

Técnico: Jorge Sampaoli

Cartão amarelo: Lucas Veríssimo

Cartão vermelho: Lucas Veríssimo

CSA

Jordi; Dawhan, Alan Costa (Ronaldo Alves), Luciano Castá e Carlinhos (Rafinha); Naldo, João Vítor e Jonatan Gomez (Euller); Apodi, Bustamante e Ricardo Bueno

Técnico: Argel

Cartão amarelo: Naldo e Ronaldo Alves