São Paulo bate Santos de virada e vence o primeiro clássico no ano

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2019 19h01
LUIS MOURA/WPP/ESTADÃO CONTEÚDOSão Paulo vence o Santos por 3 a 2 no Morumbi

O São Paulo derrotou o Santos por 3 a 2, na noite deste sábado (10), no Morumbi, em confronto válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Alexandre Pato (2x) e Reinaldo marcaram para os mandantes, enquanto Eduardo Sasha e Raniel (contra) fizeram para o Peixe.

O triunfo dos comandados de Cuca foi o primeiro em clássico na temporada. Antes, o São Paulo havia perdido cinco vezes e empatado outras quatro com os rivais do estado.

Já o Santos sofre um revés após oito jogos de invencibilidade. Antes de hoje, a última derrota da equipe da Baixada foi para o Atlético-MG, pela Copa do Brasil, no dia 6 de junho.

Agora, o São Paulo chega aos 24 pontos na tabela, ocupando a quinta posição. Já o Santos segue na liderança, com 32 pontos, mas pode ver o Palmeiras encostar neste fim de semana.

Na próxima rodada do nacional, o São Paulo recebe o Ceará, no domingo (18), às 16 horas, no Morumbi. No mesmo dia e horário, o Santos visita o Cruzeiro, no Mineirão.

Santos sai na frente 

O primeiro tempo foi intenso. O Tricolor adiantou a sua marcação e dificultou a saída de bola adversária, criando algumas chances perigosas. Raniel, de cabeça, foi quem mais assustou, após Éverson sair errado.

Os mandantes ainda chegaram em algumas oportunidades, mas pecaram nos arremates. À frente da área, Luan, Pato e Reinaldo erraram finalizações simples, desperdiçando chances claras.

Objetivo, o Santos respondia na base da velocidade e em arremates de fora da área. Assim, Felipe Jonatan tirou tinta do poste. Já no final do primeiro tempo, aos 43, Pituca acertou a trave. No rebote, Sasha ficou livre para estufar a rede e marcar.

 

Com Hernanes, São Paulo vira em 11 minutos

Cuca fez uma alteração ousada e tirou Luan para a entrada de Hernanes no intervalo. A substituição deu certo logo no início. Em cobrança de falta, o “Profeta” exigiu boa defesa de Éverson, que mandou para escanteio. Na cobrança, Reinaldo cruzou, o camisa 15 resvalou e a bola sobrou para Pato fuzilar e empatar.

Seis minutos depois de igualar, o Tricolor conseguiu a virada. Hernanes bateu tiro de canto, e Aguilar desviou a bola com o braço dentro da área. Sem precisar do VAR (árbitro de vídeo), Raphael Claus assinalou a penalidade, convertida por Reinaldo, em finalização forte.

Hernanes mudou a cara do time do Morumbi, mas pouco participou da partida. Aos 15, o meia sentiu a coxa e precisou deixar o gramado de maca.

São Paulo cresce, cria e mata a partida 

A atmosfera no Morumbi se transformou, e o Tricolor começou a tomar conta da partida. Raniel, em chute de média distância, fez Éverson trabalhar. Em seguida, Pato teve ótima oportunidade, mas também parou no goleiro santista.

Jorge Sampaoli até tentou responder lançando Marinho e Jean Mota no jogo, mas o São Paulo liquidou o resultado com Pato. O camisa 7 roubou a bola no meio de campo, passou aos trancos e barrancos de três marcadores e bateu na saída do goleiro.

No final, ainda deu tempo do Santos marcar o segundo. Em cruzamento para a área, Raniel desviou contra a própria meta e diminui para o rival.

Ficha técnica São Paulo 3  x 2 Santos
São Paulo

Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan (Hernanes) (Hudson), Tchê Tchê e Everton; Alexandre Pato (Vitor Bueno), Toró e Raniel

Técnico: Cuca

Gols: Pato, aos 4 do 2º tempo e aos 26 do 2º tempo; e Reinaldo, aos 11 minutos do 2º tempo

Cartões Amarelos: Raniel, Bruno Alves, Everton, Tchê Tchê, Arboleda e Reinaldo

Santos

Éverson; Felipe Aguilar, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Jorge; Pituca, Felipe Jonatan (Jean Mota) e Carlos Sánchez (Evandro); Soteldo, Derlis González (Marinho) e Eduardo Sasha

Técnico: Jorge Sampaoli

Gols: Eduardo Sasha, aos 43 do 1º tempo; Raniel (contra)

Cartões Amarelos: Felipe Aguilar

Público pagante: 47.277

Renda bruta: R$ 3.103.842,00