Sem torcida, Cueva e Rodrygo, Santos busca vitória contra River ‘genérico’ para avançar na Copa Sul-Americana

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 07h10
Ivan Storti/Santos FCNa ida, jogando em Montevidéu, River Plate e Santos ficaram no empate sem gols

Participando da Copa Sul-Americana pela sexta vez, o Santos precisa de uma vitória simples sobre o River Plate, do Uruguai, nesta terça-feira (26), às 19h15min, no estádio do Pacaembu, para seguir na competição continental. No confronto de ida, disputado no último dia 12, no estádio Luis Franzini, em Montevidéu, as duas equipes ficaram no empate sem gols.

Para este duelo de volta, o Peixe não contará com a torcida, devido a punição imposta pela Conmebol por conta da confusão no final da partida contra o Independiente, da Argentina, pela Libertadores da América do ano passado, quando o clube alvinegro foi eliminado após a confusão do “caso Sánchez”.

Além disso, Jorge Sampaoli não poderá contar com dois destaques do time nesta terça: Cueva e Rodrygo. O meia terá que cumprir suspensão por ter levado cartão vermelho recebido na partida entre São Paulo e Rosário Central, pela Sul-Americana de 2018. Já o atacante foi suspenso por xingar a Conmebol após a eliminação do Santos na Libertadores do ano passado.

Retrospecto

O Santos vive um bom momento neste início de temporada, com apenas uma derrota em dez partidas oficiais disputadas – o único revés alvinegro este ano foi a goleada para o Ituano por 5 a 1, pelo Campeonato Paulista. Fora isso, o time de Sampaoli somou seis vitórias e dois empates, um deles contra o River.

Se o Peixe perdeu apenas um jogo em 2018, os uruguaios estão invictos na temporada. Foram apenas três jogos disputados, sendo dois empates – um contra o Santos, e uma vitória: 4 a 1 sobre o Racing neste último sábado (23), pela segunda rodada do Torneio Apertura do Campeonato Uruguaio.

Curiosidade

Apesar de ser xará do River Plate, da Argentina, tetracampeão da Libertadores da América, o clube uruguaio teve seu nome escolhido em homenagem ao extinto River Plate Football Club, um dos mais importantes times amadores do Uruguai. O clube nasceu da fusão do Olimpia Football Club e o Club Atlético Capurro, em 1932.

O River nunca foi campeão nacional e é considerado pequeno no futebol uruguaio, ficando atrás de times como o Montevideo Wanderers (três títulos uruguaios), Defensor Sporting (quatro) e Danubio (quatro). Todos bem distantes dos tradicionais Nacional (46 títulos) e Peñarol (50 títulos).