Aloisio Chulapa compara atual elenco do São Paulo ao de 2005: “mesma vontade, determinação e raça”

  • Por Renato Barcellos/Jovem Pan
  • 23/07/2018 14h26
Jovem Pan/Johnny DrumO "Rei do Danone" atribuiu a volta por cima do São Paulo ao técnico uruguaio Diego Aguirre

O Programa Pânico recebeu em seus estúdios na tarde dessa segunda-feira (23) o ex-atacante do São Paulo, Flamengo e PSG, Aloisio Chulapa. Em entrevista exclusiva à reportagem da Jovem Pan, Chulapa falou da situação atual e do futuro do seu time do coração, o Tricolor.

O “Rei do Danone” atribuiu a volta por cima do São Paulo ao técnico uruguaio Diego Aguirre. “O São Paulo, agora, tem um grupo muito bom, muito forte. Principalmente o treinador. O Aguirre conseguiu organizar o time, arrumar a casa. Ele está deixando a torcida com esperança de ter aquele time que jamais deixou de conquistar títulos”, exaltou Aloisio.

O alagoano de Atalaia também revelou acreditar que a parada para a Copa do Mundo pode ter ajudado o tricolor engrenar nessa segunda metade do ano. “Tem time que essa parada ajuda, para outros atrapalha. Principalmente para aqueles que estão embalados. Vimos alguns times que estavam embalados e na volta não repetiram as mesmas atuações. Essa parada da Copa foi ótima para o São Paulo. O Aguirre teve tempo de organizar o time taticamente e isso fez com que o tricolor voltasse com tudo”, celebrou Chulapa.

Apesar da distância entre os dois times, Aloísio vê uma semelhança entre o elenco atual e a equipe que foi campeã mundial em 2005. “A união está bem parecida. Os jogadores estão jogando com aquela vontade, determinação e raça que havia em 2005. O elenco todo está de parabéns, principalmente por conta dessa última vitória. Você ganhar do Flamengo no Maracanã e vencer um clássico contra o Corinthians mostra que tem tudo para dar certo”, finalizou o ex-atacante.

Buscando a ponta da tabela, o São Paulo volta a campo nessa quinta-feira (26), em Porto Alegre, às 19h30, contra o Grêmio em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2018.