Após confusão em motel, CSA dispensa jogador ex-São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2019 10h49
Morgana Oliveira/Ascom CSARégis declarou que inverdades estão sendo ditas

Um dia depois de ser detido pela polícia, o jogador Régis foi dispensado do CSA, nesta terça-feira (26). O ex-atleta do São Paulo até foi liberado da delegacia, mas o clube entendeu que era necessário rescindir o contrato por causa da polêmica.

A confirmação foi divulgada em uma nota curta do CSA: “o Centro Sportivo Alagoano comunica que o atleta Régis Ribeiro de Souza não faz mais parte do elenco Azulino. O clube agradece os serviços prestados e deseja muita sorte no decorrer da carreira”.

Régis saiu do São Paulo por causa de problemas de indisciplina também. Diretor executivo do CSA, Fabiano Melo, disse que o clube deu todo apoio para ele se recuperar, mas também se protegeu de possíveis polêmicas: “tinha uma cláusula no contrato dele que dizia que caso ele expusesse o nome do clube automaticamente o contrato dele seria rescindido. Infelizmente, ele não faz mais parte do clube”, explicou, em entrevista à Rádio Gazeta.

Régis ainda não deu a versão dele dos fatos, mas disse ao Globoesporte que há mentiras na história: “não estou autorizado a falar neste momento. Vou me reunir com o clube e, na hora certa, falarei. Mas algumas inverdades estão sendo ditas”, afirmou, antes de ser confirmada a dispensa.

Por enquanto a história divulgada pela imprensa local é que Régis chegou a um motel gritando e chutando o portão, tentando invadir o local, pois acreditava que a esposa dele estaria com outra companhia. O segurança que conteve o jogador disse que ele estava em estado alterado.