Assassinato de jogador Daniel tem indícios de tortura e investigações estão ‘avançadas’

  • Por Jovem Pan
  • 29/10/2018 13h20
Rubens Chiri / saopaulofc.netCorpo de Daniel deve ser levado até Minas Gerais

A morte do meia Daniel está sendo alvo de investigações da Polícia Civil do Paraná. O jogador, que pertencia ao São Paulo e estava emprestado ao São Bento, foi encontrado morto com indícios de tortura em São José dos Pinhais, no Paraná.

Inicialmente o Instituto Médico Legal (IML) divulgou apenas que Daniel foi vítima de golpes com arma branca. Mas depois houve confirmação de mais detalhes: o pênis do jogador foi cortado e houve golpes também no pescoço, em uma tentativa de degola.

A Polícia emitiu um comunicado sobre as investigações: “Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia local para apurar os fatos. Os familiares da vítima também serão ouvidos. As investigações estão avançadas. Detalhes não serão repassados para não atrapalhar o andamento das diligencias policiais”.

O familiar da vítima que deve ser ouvido é um primo de Daniel, que foi até Curitiba para levar documentos e conseguir a liberação do corpo. A intenção é levá-lo para ser enterrado em Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, onde mora a mãe do jogador.