Com gols de Calleri e Nikão, São Paulo vira sobre o Cuiabá e se aproxima da liderança 

Com o resultado, o time treinado por Rogério Ceni sobe para a terceira posição e chega aos 11 pontos, ficando com dois a menos que o líder Corinthians

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2022 17h56
MARCELLO ZAMBRANA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Calleri marcou para o São Paulo diante do Cuiabá Calleri marcou para o São Paulo diante do Cuiabá

O São Paulo sofreu bastante, mas conseguiu vencer o Cuiabá por 2 a 1 neste domingo, 15, no Morumbi, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de sair atrás do Dourado, que abriu o placar com Jenilson, o Tricolor virou com Jonathan Calleri e Nikão no segundo tempo. Com o resultado, o time treinado por Rogério Ceni sobe para a terceira posição e chega aos 11 pontos, ficando com dois a menos que o líder Corinthians. A equipe de Mato Grosso, por sua vez, permanece na 13ª posição, com 7 pontos somados. O próximo duelo dos são-paulinos no torneio é justamente contra o rival Alvinegro, no próximo domingo, na Neo Química Arena. Um dia antes, os cuiabanos recebem o Internacional.

O primeiro tempo foi de ataque contra defesa. Conhecido por ser um bom mandante, o São Paulo pressionou os visitantes e criaram boas chances pelo alto. Robert Arboleda, na primeira tentativa, acertou o travessão do Cuiabá. Na segunda, o zagueiro equatoriano fez o goleiro Walter praticar um milagre. Melhor no jogo, o Tricolor ainda finalizou com Jonathan Calleri e Pablo Maia, mas quem abriu o placar foi o Dourado. Após Arboleda e Léo se atrapalharem, Alesson ficou na cara do gol e acertou a trave. No rebote, Jenilson empurrou para as redes, já aos 32 minutos. Antes do intervalo, Calleri ainda tentou um golaço de cobertura de cabeça, mas Walter espalmou para fora.

Na volta para o segundo tempo, Rogério Ceni colocou o time mais para frente, sacou o volante Pablo Maia e colocou o meia-atacante André Anderson. Pressionando bastante, o Tricolor teve oportunidades claras nos pés de Patrick e Calleri, mas não as aproveitou. Insatisfeito com a derrota parcial, o técnico são-paulino promoveu as entradas de Eder e Nikão. As mudanças, assim, surtiram efeito: aos 20 minutos, Nikão lançou André Anderson, que foi derrubado dentro da área. Na cobrança, Calleri converteu a penalidade deixou tudo igual. Já aos 15 minutos finais, o Tricolor ficou com um jogador a mais após Jonathan Cafu cometer falta dura em Arboleda e receber o vermelho. Fazendo a blitz final, os mandantes conseguiram a virada com Nikão, que pegou sobra dentro da área e mandou para as redes, já aos 38.