Diniz exige melhor efetividade no ataque do São Paulo e reclama da arbitragem

  • Por Jovem Pan
  • 10/02/2020 09h07
Reprodução/SPFCFernando Diniz é treinador do São Paulo

Fernando Diniz segue insatisfeito com o baixo rendimento ofensivo do São Paulo na temporada. Após a derrota para o Santo André, na noite do último domingo (9), no Bruno José Daniel, o treinador voltou a cobrar um melhor aproveitamento nas finalização e novamente criticou a arbitragem da Federação Paulista de Futebol.

Em entrevista coletiva, Diniz ressaltou que o time tem criado oportunidades para marcar, mas vem pecando no momento do arremate com certa constância nesses cinco jogos iniciais de 2020.

“Claro que foi o ponto negativo do time de novo: inúmeras chances criadas e a gente não conseguiu aproveitar. Temos de começar a fazer os gols para vencer os jogos e ter uma margem para uma falha ou outra. Estamos todos os jogos no limite. E não foi só esse jogo. Tirando o jogo contra o Palmeiras, os outros jogos os goleiros foram os melhores contra o São Paulo. É uma coisa que precisa melhorar”, opinou.

“Na prática, a gente tem que fazer gol e não tomar para a gente não ficar sempre no limite. A gente tem de ganhar jogo. Não tem como a gente ficar justificando jogar bem. Não precisa jogar mal para ganhar. Se você cria muitas chances, está mais perto de ganhar”, continuou Diniz.

Na partida contra a equipe do ABC, o São Paulo foi prejudicado no primeiro gol sofrido, quando Ronaldo participou da jogada em posição irregular. Por isso, Diniz mais uma vez criticou a arbitragem – o treinador já havia reclamado no empate diante do Novorizontino.

“Eu acho que… começando pelo primeiro gol, a arbitragem errou. A origem do escanteio, o jogador do Santo André estava impedido. Depois a gente teve uma falha, não tinha ninguém do rebote. E depois tivemos uma falha importante de marcação no segundo gol, uma falha coletiva”, disse.

“Tem que colocar a bola para dentro. Não tem muita explicação. E enquanto não faz, não pode tomar, porque a gente poderia ter evitado os dois gols do Santo André. E se a gente evita os dois gols do Santo André e arbitragem não tivesse errado, a gente teria ganhado. E na quarta-feira também se não tivessem errado, a gente teria ganhado”, prosseguiu.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado (15), quando recebe o Corinthians, no Morumbi, em confronto válido pela sexta rodada do Paulistão.

No Estadual, com os dois tropeços consecutivos, o Tricolor caiu para a terceira posição do Grupo, com 8 pontos – 1 a menos que Inter de Limeira e Mirassol.