Dorival não resiste à derrota para o Palmeiras e é demitido do São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2018 09h35
Newton Menezes/FuturaPress/Estadão ConteúdoDorival Júnior não é mais o técnico do São Paulo. Decisão será anunciada nesta sexta-feira

Dorival Júnior não é mais o técnico do São Paulo. O treinador não resistiu à derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, na última quinta-feira, e foi desligado do cargo. A decisão foi anunciada pelo próprio clube na manhã desta sexta-feira. Quem assume o time nos próximos jogos é André Jardine, técnico do time sub-20 e integrante da comissão técnica profissional.

Nomes como os de Vanderlei Luxemburgo, livre no mercado desde que deixou o Sport, Diego Aguirre, pela proximidade com Diego Lugano, e Leonardo são os mais falados para assumir o São Paulo. Amigo dos diretores Raí e Ricardo Rocha, o ex-lateral-esquerdo é o favorito da alta cúpula são-paulina.

A demissão de Dorival

Dorival já balançava no cargo há algumas semanas, mas caiu apenas na última madrugada, horas depois da derrota para o Palmeiras, no Allianz Parque. A péssima atuação tricolor no Choque-Rei foi o estopim para a diretoria, que, já na saída do estádio, classificava como “insustentável” a situação do treinador.

O São Paulo se mostrou apático e foi derrotado com extrema facilidade pelo Palmeiras. Ambos os gols foram anotados ainda no primeiro tempo, quando o São Paulo pouco ficou com a bola. Dorival fez três mexidas no intervalo, em decisão muito criticada pela torcida, mas o time não reagiu na segunda etapa.

Ele deixa o São Paulo oito meses depois de ter sido contratado, em substituição a Rogério Ceni. No ano passado, lutou contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas se salvou e terminou na modesta 13ª posição. Já em 2018, teve um início oscilante de temporada e, apesar de ter classificado o time para as quartas de final do Campeonato Paulista, perdeu todos os clássicos e foi derrotado cinco vezes em 12 jogos na competição estadual – neste período, a equipe conquistou apenas quatro vitórias.