Em alta no Chipre, Léo Natel se diz ‘eternamente grato’ a Ceni e revela: ‘Espero voltar ao São Paulo’

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2019 16h50
Instagram/ReproduçãoLéo Natel é um dos principais jogadores do APOEL, o líder do Campeonato Cipriota

Voltar ao São Paulo. Esse é o desejo de Léo Natel. Em entrevista exclusiva a Giovanni Chacon que vai ao ar no próximo Plantão de Domingo, na Rádio Jovem Pan, o jovem atacante de 22 anos celebrou o bom momento vivido no APOEL, líder do Campeonato Cipriota, mas revelou ter a intenção de retornar ao clube que o revelou para brilhar com a camisa tricolor.

“Estou emprestado até maio de 2019. Eu me sinto muito feliz aqui no Chipre, mas sou jogador do São Paulo, tenho contrato com o clube. Vou cumprir o meu contrato aqui e, depois, ver o que vai acontecer. Mas é claro que eu ficaria muito feliz de voltar ao São Paulo, porque foi o clube que me deu oportunidade. Espero voltar ao São Paulo”, afirmou.

Léo Natel foi emprestado ao APOEL, do Chipre, em junho de 2018. Considerado uma das maiores promessas da base são-paulina nos últimos anos, ele foi promovido aos profissionais por Rogério Ceni e, no início da temporada passada, atuou sob o comando do ex-goleiro no Fortaleza.

A convivência com o ídolo lhe rendeu alguns aprendizados. Autor de nove gols em 24 jogos na temporada, ele já balançou as redes de falta em duas ocasiões e deve a facilidade para bater na bola aos ensinamentos de Ceni, um dos maiores especialistas em bola parada da história.

“O Rogério, com certeza, foi uma pessoa muito importante no meu crescimento”, definiu Natel. “O que eu levo da convivência com ele são os conselhos, os ensinamentos, os treinamentos… O Rogério sempre foi uma pessoa que me incentivou muito e que me deu ótimos conselhos. Ele sempre dizia que eu tinha um enorme potencial e que eu nunca poderia parar de treinar e de me cuidar. Isso me dava cada vez mais força. É um cara pelo qual eu serei eternamente grato”, acrescentou.

“E esses gols de falta são mais um motivo pelo qual eu terei de ser eternamente grato ao Rogério, né? (risos). Ele sempre me falava para treinar bastante, e eu treinava a batida de falta com ele. Ele muitas vezes parava e me falava que eu tinha de posicionar o corpo ou bater na bola de outra maneira. Desde que comecei a trabalhar com ele, eu evoluí muito nesse aspecto.”

O jogador, que diz estar vivendo o “melhor momento da carreira”, tem vínculo com o APOEL até 31 de maio de 2019. A princípio, após essa data, ele retorna ao São Paulo, clube com o qual tem contrato até junho de 2020.

A entrevista exclusiva de Léo Natel a Giovanni Chacon vai ao ar no próximo Plantão de Domingo, na Rádio Jovem Pan. Fique ligado!