Fernando Diniz destaca evolução de Pato no SPFC: ‘É um super talento’

  • Por Jovem Pan
  • 26/03/2020 09h47
Reprodução/SPFCFernando Diniz durante treinamento no São Paulo

Em meio ao período de inatividade do futebol brasileiro, o treinador Fernando Diniz, do São Paulo, participou do programa “Troca de Passes, do SporTV, na noite da última quarta-feira (25). Além de revelar sua rotina durante a quarentena provocada pelo avanço da Covid-19, o técnico tratou de exaltar a evolução de Alexandre Pato.

Antes da pausa no Campeonato Paulista, Pato emplacou uma boa sequência de jogos, participando de gols nas vitórias diante da LDU e do Santos. No entendimento de Diniz, o jogador tem um potencial enorme e sempre demonstrou vontade de vencer.

“O Pato, como outros, mas ele de maneira específica, é um cara que saiu de casa com 11 anos de idade, então eu não estou tentando recuperar o futebol do Pato, estou tentando entender cada vez mais o Pato como pessoa, porque ele é um cara generoso, um cara que você vê agora nos jogos que tem uma gana muito grande de ganhar, ele é um super talento. Não é um talento, é um super talento, um cara que tem coisas que a gente sabe, quem jogou futebol, que são muito difíceis e ele faz com naturalidade”, declarou.

Alexandre Pato jogador do comemora seu gol durante partida contra o Oeste no estadio Arena Barueri pelo campeonato Paulista 2020

Na reta final do ano passado, Alexandre Pato sequer entrou nas últimas partidas do Tricolor no Campeonato Brasileiro. Em 2020, entretanto, o atleta passou a ser titular indiscutível no time de Diniz.

“O Pato nunca conseguiu me enganar que ele era aquilo que ele aparentava a ser, alguém desligado, que não tem interesse. Ele é um cara que é apaixonado pelo futebol e que precisava minimamente ser compreendido”, continuou.

Diniz também revelou o sentimento do elenco são-paulino durante a pandemia do novo coronavírus.

“Os jogadores estão todos preocupados, porque a gente sabe como começou a pandemia, mas não sabe o fim, qual vai ser o pico de disseminação da doença. Tem todas essas questões (de pagamentos) que estão sendo ventiladas pela imprensa que estou acompanhando, mas o São Paulo está tendo uma postura muito positiva de buscar a solução conjunta. Hoje, o São Paulo trabalha ainda mais nessa direção, de fazer uma coisa que contemple todas as pessoas envolvidas no contexto geral do clube. Temos que fazer de tudo para que o jogador se sinta seguro”, disse.