Juanfran mira título pelo São Paulo: ‘Não posso voltar para a Espanha sem ser campeão’

Lateral direito tem contrato com o Tricolor somente até o final de 2020 e ainda não foi procurado para prorrogar seu vínculo

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2020 12h58
Reprodução/Twitter Juanfran é lateral direito do São Paulo desde agosto de 2019

Juanfran tem contrato com o São Paulo somente até o final de 2020 e ainda não foi procurado para renovar seu vínculo pela diretoria. O lateral direito, no entanto, não parece estar preocupado com isso. Em entrevista à “Agência EFE”, nesta terça-feira (7), o espanhol afirmou que só tem um objetivo a curto prazo: levantar uma taça com a camisa do Tricolor paulista.

“Para ser sincero, ainda não sei. Da minha parte, o que quero e gostaria é de ficar aqui. Estou muito bem, minha família está bem, estou muito contente e muito orgulhoso de estar aqui em São Paulo. Tenho bem em mente. Tenho que ser campeão antes de voltar para a Espanha. Não posso voltar sem ser campeão em São Paulo antes. É também uma situação a definir, porque há eleições (no clube), vamos ver que presidente vai entrar, que direção teremos. O que mais quero é ser campeão aqui. Mais do que prolongar meu contrato, ir para outra equipe ou me aposentar”, afirmou o jogador de 35 anos.

Ídolo no Atlético de Madrid, Juanfran compara Fernando Diniz a Diego Simeone e cita o atual técnico do São Paulo como um dos motivos para ter a vontade de continuar no clube do Morumbi.

“Cito o exemplo do Atlético de Madrid antes da chegada de (Diego) Simeone (em 2011), antes de ser formado o elenco com os jogadores tão carismáticos dos últimos anos (Gabi, Godín, Koke, Raúl Garcia, entre outros). Comecei a notar isso com Fernando (Diniz). Essa boa sensação com o treinador, com suas ideias, sua maneira de jogar, acho que já estava chegando aos torcedores. É o último ano para muitos no clube, ano de eleições, e tudo isso estava nos tornando mais unidos do que nunca. Posso ver isso. Porque senti no Atlético de Madrid, senti na seleção espanhola, quando fomos campeões (…) Espero que a gente não perca, porque essa conexão com o treinador pode nos fazer campeões”, comentou.

Na entrevista, Juanfran também falou sobre a situação do Brasil em meio à pandemia de Covid-19 e disse que “estranha” ver jogadores se divertindo nas redes sociais enquanto milhares de pessoas morrem devido ao novo coronavírus.

“Durante esta pandemia, vi muitos jogadores e muitas pessoas não a levando a sério nas redes sociais. Veja, eu não tenho redes sociais, melhor assim. Mas muitas coisas chegaram a mim, de muitos lugares, de muitos jogadores. A situação tão ruim que estamos vivendo no mundo, e um está dançando, outro está cantando. Muitas pessoas deram um exemplo horrível à sociedade. Horrível mesmo. E logo vão reclamar que falam mal dos jogadores, que eles têm muito dinheiro, que levam uma vida de luxo, que não sei o quê (…) Vi muita hipocrisia, não só no mundo do futebol, vi muita hipocrisia nas redes sociais”, criticou.