Pablo, Helinho, Everton… Quem pode substituir Antony no São Paulo?

O treinador Fernando Diniz deverá escolher alguém do elenco para repôr a saída do jovem; diretoria do Tricolor não pretende ir ao mercado para contratar um jogador para a posição

  • Por Pedro Sciola
  • 01/07/2020 12h15 - Atualizado em 01/07/2020 12h37
Luís Moura/Estadão ConteúdoPablo durante partida do São Paulo no Campeonato Paulista

Antony não faz mais parte do elenco do São Paulo. Na última terça-feira (30), o jovem se despediu dos companheiros no CT da Barra Funda e se emocionou ao dar adeus ao clube que o revelou. Agora, fica a questão: quem poderá substituir o talentoso atacante, que foi vendido ao Ajax, da Holanda?

A diretoria do Tricolor já avisou que não utilizará o dinheiro da transação de Antony para contratar um jogador para posição. Assim, resta ao treinador Fernando Diniz e sua comissão técnica encontrarem um atleta dentro do elenco que possua características parecidas ou que consiga exercer funções similares no lado direito do ataque.

No plantel são-paulino, o mais cotado a preencher tal lacuna é o atacante Pablo. Ele, inclusive, foi titular na maioria das partidas em que Antony esteve ausente devido às convocações para a seleção brasileira sub-23, no começo da temporada. Por mais que seu perfil seja diferente em relação ao jovem, o número 9 consegue atuar pelas beiradas e trocar de posição com Pato, jogador que ficava mais centralizado antes da pausa por conta da pandemia. A escolha por Pablo, porém, deixa o time com menos profundidade e improviso. Desta forma, Diniz pode optar por pontas mais velozes e ágeis, como Helinho, Everton, Toró, Paulinho Bóia e até mesmo Rojas.

Helinho, outro revelado nas categorias de base do São Paulo, começou o ano como titular, mas não aproveitou as oportunidades e acabou saindo da equipe para a entrada de Pablo – tudo isso enquanto Antony estava à serviço da seleção sub-23. O garoto também é canhoto e se destacou por ter o “1×1” forte, além de um bom arranque. Sua tomada de decisão, porém, fica aquém do esperado.

Helinho é atacante revelado pela base do São Paulo

As situações de Toró e Paulinho Bóia são parecidas. O primeiro, no entanto, tem mais facilidade no momento do arremate, mas ainda não se demonstrou maduro o suficiente para se fixar entre os titulares. Já o segundo está voltando de empréstimo e terá que provar o seu valor, principalmente, durante os treinamentos.

O experiente Everton, por sua vez, parece mais um concorrente à vaga pelo lado esquerdo. Improvisado no lado oposto em algumas oportunidades, o ex-Flamengo não foi bem, rendendo abaixo do esperado. Assim, ele disputa uma vaga direta com Vitor Bueno, atleta que está entre os prediletos de Diniz desde 2019.

Por fim, o equatoriano Joao Rojas vive uma saga no time do Morumbi. Depois de surgir muito bem em 2018, o ponta sofreu várias lesões no joelho que impediram seu retorno aos gramados – ele não joga desde outubro daquele ano. Seu vínculo com o clube é válido até o fim de julho, mas deverá ser prorrogado até 2021.

BRASILEIRÃO/SÃO PAULO X FLUMINENSE - ESPORTES - Rojas, do São Paulo, na partida contra o Fluminense, válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio do Morumbi, na capital paulista, na tarde deste domingo (2).

Rojas, do São Paulo, na partida contra o Fluminense, válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018,

Outras possibilidades mais remotas para a vaga de Antony também envolvem os nomes de Brenner e Igor Vinicius. O garoto formado em Cotia, contudo, costumava ser a referência do ataque no sub-17. Já o segundo até tem viés ofensivo, mas é lateral direito de origem e não tem o cacoete de atacante.

O São Paulo retomou os treinamentos após realizar testes de Covid-19 em seus atletas. A ideia do clube é se preparar para o retorno do Campeonato Paulista, que deve acontecer entre o fim de julho e o começo de agosto. O Campeonato Brasileiro também poderá ser iniciado no mês que vem, tendo o dia 8 como data prevista.