Raí avalia trabalho de Dorival e garante que novo treinador será definido em breve

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2018 16h45 - Atualizado em 09/03/2018 16h50
Divulgação SPFCNa visão de Raí, mudança no comando técnico do São Paulo era necessária

Dorival Júnior deixou o comando técnico do São Paulo após a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, nesta quinta-feira (8). No dia seguinte, Raí, diretor-executivo de futebol do clube, veio a público se manifestar a respeito da demissão e fazer uma avaliação do trabalho do ex-treinador. Além disso, o dirigente falou sobre o futuro comandante são-paulino, que deve ser anunciado nos próximos dias.

“Para o próximo treinador, temos um nome, entre outros que estamos estudando, é unanimidade e está bastante avançado, mas ainda em negociação, então não posso dar detalhes. Não vou dar um prazo. Mas a definição da negociação está adiantada. A previsão é que seja em poucos dias”, garantiu o diretor-executivo. Segundo Raí, André Jardine, técnico do sub-20 do São Paulo, vai assumir o time interinamente.

“Trouxemos o Jardine que está como interino. Ele representa um projeto, do clube, ter uma comissão técnica permanente e ter uma política de carreira aqui dentro. A chegada do Jardine não é algo inesperado, mas que estava planejado. Talvez assumisse esse papel antes do que planejávamos, mas já é uma pessoa em quem acreditamos em estar com a próxima comissão e de ser parte da comissão fixa e no futuro assumir um papel mais importante nessa comissão”, afirmou.

Em relação ao trabalho de Dorival Júnior, Raí disse que confiava no ex-treinador, mas o trabalho e os resultados não apareceram. Segundo o dirigente, a mudança era necessária. “Não foi uma decisão de uma hora para outra. A comissão sabia da situação, da pressão e da necessidade de uma reação da equipe, não só de resultados, mas de jogo e convencimento. A preocupação que ficou, além da baixa pontuação, aproveitamento muito ruim, era também com a falta de estabilidade da equipe”.