São Paulo se posiciona contra o racismo e lembra de casos no futebol; assista

  • Por Jovem Pan
  • 20/11/2019 10h07
DivulgaçãoCampanha do São Paulo contra o racismo

O São Paulo aproveitou o Dia Nacional da Consciência Negra para divulgar um vídeo repudiando o racismo. Levantando dados, o clube apontou como os negros  são desfavorecidos no Brasil e mencionou nomes de jogadores do futebol nacional e internacional que já sofreram com injúrias raciais.

Na publicação, o Tricolor utiliza atletas do clube que são negros, como, por exemplo, Jucilei, Léo, Arboleda, Tchê Tchê e Ary. Eles leem algumas estatísticas, como a de que 76% das pessoas assassinadas no país são negras.

Durante o vídeo, jogadores do São Paulo falam que “não basta ser racista, é preciso ser antirracista”. A frase foi utilizada pelo atacante Taison, do Shakhtar Donetsk, que foi alvo de gritos preconceituosos em partida válida pelo Campeonato Ucraniano.

No fim, o atacante Toró, do time principal masculino, diz que o “São Paulo se importa.”