Sob vaias, São Paulo empata com o Red Bull Brasil no Morumbi

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2019 20h30 - Atualizado em 24/02/2019 21h57
Estadão ConteúdoAos 41, Júlio César fez duas boas defesas após o chute de Arboleda e o rebote de Léo Com o fim da primeira etapa a torcida do São Paulo não perdoou e ecoou uma sonora vaia ao time

Sob vaias dos poucos torcedores que compareceram ao estádio do Morumbi, o São Paulo empatou com o Red Bull Brasil por 0 a 0, neste domingo, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista.

Com o resultado, o São Paulo sobe para 10 pontos, na terceira colocação do Grupo D, atrás de Oeste (12) e Ituano (11), fora da zona de classificação para as quartas de final. O time do Morumbi não vence há três rodadas. O Red Bull Brasil chega aos 15 pontos, na segunda posição do Grupo A, quatro pontos atrás do líder Santos, e com a segunda melhor campanha na classificação geral.

Na 9ª rodada, o São Paulo encara o Bragantino, domingo, em Bragança Paulista. No sábado, o Red Bull Brasil recebe o Novorizontino, no estádio Moisés Lucarelli.

O Jogo

A situação adversa e o clima tenso começaram mesmo antes de a bola rolar neste domingo. Parte da torcida foi ao Morumbi para protestar contra a atual fase do clube, tendo como alvos o presidente Leco, o diretor Raí e alguns jogadores, entre eles Nenê. O primeiro tempo do São Paulo foi reflexo do momento vivido pelo clube fora do campo: conturbado.

Logo aos 11 minutos, o técnico Vagner Mancini perdeu o lateral Reinaldo machucado. Para piorar a situação, aos 18, o atacante Gonzalo Carneiro foi expulso pelo Luiz Flávio de Oliveira após uma entrada violenta em Rafael Carioca.

Com um jogador a menos, o São Paulo perdeu força e pareceu confuso em campo. Ficou dividido entre se impor como o time grande mandante e abrir o placar ou se expor demais e acabar sofrendo um gol do bom time do Red Bull Brasil, o que poderia complicar ainda mais a situação em campo.

Apesar de ter um jogador a menos que o adversário, a melhor chance da primeira etapa foi do São Paulo. Aos 41, Júlio César fez duas boas defesas após o chute de Arboleda e o rebote de Léo Com o fim da primeira etapa a torcida do São Paulo não perdoou e ecoou uma sonora vaia ao time, não levando em consideração a desvantagem numérica.

No segundo tempo o São Paulo teve um lampejo de superioridade nos primeiros minutos e apertou o Red Bull Brasil. Porém, com um a mais em campo, o time do interior se impôs, equilibrou o jogo e teve três chances de abrir o placar, que Volpi impediu com boas defesas: aos 18, com Osman; aos 28, com Roberson e aos 38, com Everton.

No final do confronto, um choque de cabeça entre Arboleda e Rafael Carioca fez com que o jogador do time visitante sofresse uma convulsão no gramado e saísse de campo de ambulância, sendo encaminhado ao hospital para melhor recuperação.

Thiago Volpi ainda fez duas outras defesas evitando o gol do Red Bull Brasil, após chutes de Ytalo, aos 49 e Roberson, aos 51.