Vitor Bueno aprova Raphael Claus em jogo do São Paulo: ‘Que ele possa ser justo’

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2020 15h06
Rubens Chiri/saopaulofc.netVitor Bueno durante clássico entre São Paulo e Corinthians

O São Paulo enfrenta o Oeste no próximo sábado (22), fora de casa, tentando se reabilitar no Campeonato Paulista. Nas últimas três rodadas do torneio, o Tricolor somou apenas 2 pontos e viu o seu aproveitamento despencar após desperdiçar diversas oportunidades de marcar e sofrer com erros das arbitragens.

No empate diante do Novorizontino, o São Paulo teve dois gols mal anulados e dois pênaltis não marcados, em pleno Morumbi. Já na derrota contra o Santo André, o time do ABC anotou o seu primeiro gol em jogada irregular. Por fim, no clássico com o Corinthians, o time comandado por Fernando Diniz saiu revoltado com o árbitro após não ter um pênalti assinalado a seu favor.

Depois de muita reclamação, a Federação Paulista de Futebol (FPF) optou por colocar Raphael Claus como juiz do próximo jogo do São Paulo. Questionado sobre o assunto, o meia-atacante Vitor Bueno disse ter aprovado a escolha.

“Tendência é não errar. Nem amenizar os erros. Claro que não volta, mas são cinco pontos que ficaram para trás, a gente poderia estar numa situação mais confortável. Espero que ele entre para não errar. É um árbitro experiente, um dos melhores do país, que ele possa ser justo”, disse o jogador.

Vitor Bueno também falou sobre o baixo rendimento da equipe no quesito finalizações – são apenas 6 gols em 116 arremates. Para o atleta, o time começará a marcar mais com o passar do tempo.

“Treinando muito, trabalhando muito. Estamos fazendo a bola chegar lá na frente, estamos tendo chances. Claro que queremos fazer o gol. Temos que bater nessa tecla, uma hora a bola vai entrar. Quando começar a entrar o nível vai subir. Nosso jogo está bom, não estamos satisfeitos, mas está bom. Estamos conseguindo chegar com clareza na frente do gol”, afirmou.

Vitor, inclusive, foi responsável por desperdiçar uma chance claríssima contra o Santo André, que poderia ter evitado a única derrota do São Paulo na derrota. Sobre o lance, Bueno reconheceu o erro e declarou que não ficou nervoso à frente do goleiro.

“Não estou ficando nervoso na cara do gol. Acabou acontecendo um lance isolado contra o Santo André, fiquei até com vergonha, estava na cara do gol, a coisa mais difícil era chutar a bola para fora. A bola acabou quicando, mas não tenho que dar desculpa. Tenho que me cobrar, também sou responsável por essa falta de gols do São Paulo. Não só o pessoal da frente, outros que chegam e têm a oportunidade”, analisou.

O São Paulo é o terceiro colocado do Grupo C, com os mesmo 9 pontos de Inter de Limeira e Mirrasol, clubes que lideram a chave por conta do critério de desempate.