São Paulo perde pênalti no último lance, cai para o Ituano e pressão aumenta sobre Dorival

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 21/02/2018 23h45 - Atualizado em 22/02/2018 00h02
MARCELLO ZAMBRANA/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDODiego Souza lamenta chance perdida durante a partida entre Ituano e São Paulo

O técnico Dorival Junior balança cada vez mais no comando do São Paulo. Nesta quarta-feira (21), o time perdeu a segunda seguida no Campeonato Paulista, desta vez para o Ituano, por 2 a 1 fora de casa, e o clima é de tensão no Morumbi. Na última chance para um empate, Cueva, que marcou o único gol tricolor no jogo, desperdiçou um pênalti.

O resultado manteve o São Paulo com 10 pontos, na ponta do Grupo B, com o mesmo número da Ponte Preta, segunda colocada. No domingo (25), a equipe tenta a recuperação diante da Ferroviária, no Morumbi. Já o Ituano foi a 11 pontos, na segunda posição da chave A, atrás do Corinthians. Segunda, recebe o Red Bull Brasil.

Mais uma vez, o time não conseguiu aproveitar a posse de bola, abusou dos passes errados, não teve criatividade no meio campo e perdeu boas oportunidades de decidir a partida. Contra o Ituano, ainda sofreu com a marcação forte dos mandantes.

Bastante pressionado depois da derrota por 1 a 0 para o Santos em casa, no domingo, Dorival de novo não conseguiu acertar o time em campo, e as mudanças só deram efeito enquanto os sinais de desgaste físico dos atletas não apareciam. Foi pouco.

O time fez um primeiro tempo nervoso e atrapalhado e viu os mandantes crescerem no jogo. Apostando nos contra-ataques, o Ituano viu brechas pelo lado esquerdo da defesa tricolor.

Aos 22 da primeira parte, Cueva errou passe no meio-campo e Guilherme lançou para Ronaldo. Sozinho frente a frente com Sidão, o atacante marcou por baixo das pernas do goleiro.

O gol deixou o time tricolor mais atento. Cueva e Nenê tiveram chances da entrada da área e Diego Souza chegou a encobrir o goleiro, mas a arbitragem viu posição irregular.

O São Paulo voltou para o segundo tempo com duas mudanças: Valdívia no lugar de Nenê, e Tréllez para saída de Diego Souza. As alterações surtiram efeito apenas nos primeiros minutos. Aos seis, pela esquerda, Reinaldo fez cruzamento e a zaga rubro-negra tentou afastar, mas a bola caiu na frente de Cueva. O peruano chutou, a bola desviou em Léo e enganou o goleiro. Empate tricolor.

Enquanto os visitantes tentavam pressionar, com velocidade e tentando explorar as pontas do gramado, o Ituano mostrou mais efetividade na primeira oportunidade real que teve e Alison, de cabeça, após cruzamento de Marcelinho, colocou os donos da casa na frente de novo.

Atrás no placar, o São Paulo parecia desestabilizado, e até teve chances com Reinaldo e Militão, mas viu poucas chances de empatar. Na frente, o Ituano se fechou e conseguiu administrar a vitória com marcação forte. Até que Tréllez foi derrubado nos acréscimos e o árbitro viu pênalti. Cueva bateu no canto direito, Vagner caiu e pegou.

Confira a narração dos gols da partida entre Ituano e São Paulo: