Sensação de 2014, Costa Rica manda alerta ao Brasil: “lembre-se da Itália”

  • Por Estadão Conteúdo
  • 01/12/2017 16h32
Oscar Ramirez comanda a seleção costarriquenha e enfrentou o Brasil como jogador em 1990

Pela terceira vez na história, a Costa Rica será adversária do Brasil na primeira fase de uma Copa do Mundo. O sorteio dos grupos realizado nesta sexta-feira (1), em Moscou, colocou os dois países no Grupo E da competição do ano que vem, ao lado de Suíça e Sérvia.

Apesar de o Brasil ser o favorito da chave, Óscar Ramírez, treinador da Costa Rica, mandou um alerta à seleção de Tite. “Lembre-se do que ocorreu com a Itália em 2014”. A referência era à eliminação da equipe europeia no Mundial passado em um grupo que contava justamente com os costarriquenhos.

Comentando sobre o fato de ter caído no mesmo grupo do Brasil, Ramirez deixou claro que seu time vai jogar para vencer. “O Brasil deixa jogar e pode ser bom para nós. Pode haver uma surpresa como a Itália. Fomos sempre bem contra o Brasil e gostamos de motivação”, disse.

Ramirez foi um dos jogadores que entrou em campo contra o Brasil na Copa de 1990. Naquele jogo, a Seleção suou para arrancar um gol, pelos pés de Müller, e vencer por 1 a 0. Na Copa de 2002, os países se reencontraram e os brasileiros bateram o time centro-americano por 5 a 2.