Show de Fabuloso e gol de Felipe Melo: relembre o último jogo oficial da Seleção em Porto Alegre

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2017 09h00
Felipe Melo comemora com Robinho o gol marcado na vitória da Seleção Brasileira sobre o Peru

Nesta quinta-feira (31), o Brasil encara o Equador na Arena do Grêmio. Oito anos se passaram desde o último compromisso oficial da Seleção em Porto Alegre. No dia 1º de abril de 2009, o time verde e amarelo enfrentou o Peru pela 12ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e não decepcionou os torcedores que foram ao Beira-Rio: 3 a 0.

Diferente do atual momento da Seleção Brasileira, o time não vinha de bons resultados e tentava pôr fim a desconfiança dos torcedores. Antes de encarar o Peru, o Brasil havia empatado em 1 a 1 com o Equador, fora de casa, e 0 a 0 com a Colômbia, no Maracanã, em um duelo marcado por vaias e pelo pedido de saída do técnico Dunga.

O comandante seguiu no cargo e deu a volta por cima, pelo menos na partida diante da seleção peruana. Em noite inspirada, o time verde e amarelo teve uma boa atuação e conquistou a vitória de forma incontestável, recuperando o segundo lugar nas Eliminatórias, ficando atrás apenas da seleção paraguaia – 21 pontos contra 24.

Os gols anotados contra o Peru serviram também para que os torcedores matassem a saudade de ver a rede balançando, já que o Brasil estava desde 2007 sem marcar em jogos oficiais disputados em casa. Os últimos gols tinham sido feitos por Luís Fabiano na vitória por 2 a 1 diante do Uruguai, no Morumbi – depois disso foram três empates sem gols: Argentina, Bolívia e Colômbia.

E coube a Luís Fabiano, então atacante do Sevilla, da Espanha, encerrar o jejum. O camisa 9 abriu o placar para o Brasil aos 17 minutos da etapa inicial e ampliou aos 27. O terceiro e último gol brasileiro diante do Peru foi marcado apenas no segundo tempo, pelo então volante da Fiorentina, Felipe Melo.

Paulo Pinto / Estadão Conteúdo

Luís Fabiano comemora o primeiro gol marcado na partida entre Brasil e Peru

Além de Luís Fabiano e Felipe Melo, o técnico Dunga mandou a campo Júlio César, Daniel Alves, Lúcio, Luisão, Kléber, Gilberto Silva, Elano, Kaká e Robinho. Miranda, Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato, atendendo aos gritos da torcida colorada, entraram ao longo da partida.

Pelo lado do Peru, poucos jogadores conhecidos participaram da partida. Destaque para o zagueiro e capitão Nolberto Solano, que na época defendia as cores do Universitário, do Peru, após uma década no futebol inglês, e o meia Luis Ramirez, que atuava no Libertad, do Paraguai, e viria a jogar pelo Corinthians dois anos depois.

Amistosos

Durante os oito anos que separaram os jogos oficiais do Brasil na capital gaúcha, a Seleção chegou a disputar dois amistosos na cidade. Em 2013, na preparação para a Copa das Confederações, o time verde e amarelo então comandado por Luiz Felipe Scolari, bateu a França por 3 a 0, na Arena do Grêmio, com gols de Oscar, Hernanes e Lucas Moura.

Rafael Ribeiro / CBF

Autor do gol da vitória do Brasil sobre Honduras, Roberto Firmino comemora no Beira-Rio

Em 2015, no último compromisso antes da Copa América, a Seleção Brasileira encarou Honduras no Beira-Rio e venceu por 1 a 0, com gol de Roberto Firmino. Dunga era o comandante do Brasil na oportunidade e conquistava a 10ª vitória em 10 jogos após seu retorno. No entanto, a boa fase durou pouco, já que um ano depois o técnico deixaria o cargo e seria substituído por Tite.