Sidão revela contato com Ceni e comemora “poder dar orgulho” ao ídolo são-paulino

  • Por Estadão Conteúdo
  • 03/10/2017 17h00
Divulgação SPFCGoleiro Sidão foi um dos destaques do São Paulo diante do Sport

Herói da vitória do São Paulo sobre o Sport por 1 a 0, no último domingo (1º), no Morumbi, o goleiro Sidão contou nesta terça-feira (3) que sua atuação rendeu mensagens de parabéns de Rogério Ceni, responsável por levá-lo ao clube tricolor e com quem mantém contato mesmo à distância. O ex-técnico do São Paulo está na Inglaterra, onde retomou seus estudos para a carreira de treinador.

“Sou grato ao Rogério e tenho o privilégio de poder trocar mensagens com ele ainda. Ele me mandou os parabéns lá da Inglaterra”, contou Sidão, em entrevista ao SporTV. “Sou eternamente grato pelo que ele fez. Ele que abriu as portas do São Paulo para mim. É muito bom poder dar um pouco de orgulho para ele, para que ele sinta um pouco de paz e fale: ‘Acertei no cara que trouxe'”, completou.

Sobre as defesas no final do jogo contra o Sport que garantiram a vitória a favor do clube tricolor, Sidão preferiu dividir os méritos pela vitória com os companheiros, e imaginou como seria se o São Paulo ainda tivesse Ceni em campo.

“O Rogério teria feito gol e ainda salvo no final”, brincou Sidão. “Não pude fazer gol, esse mérito foi do Marcos Guilherme. Mas eu pude brigar com meus companheiros e todo mundo estava brigando na área para tirar a bola e conseguirmos os três pontos”.

Apesar do bom momento, Sidão disse que é preciso ter pés no chão O goleiro já foi bastante contestado pela torcida tricolor. “A vida ensina muita coisa e já bateu bem forte. Vim para o São Paulo e aprendi muito. Cheguei pegando pênalti e todo mundo falando bem, depois sofri bastante. Agora é aprender a lição e continuar trabalhando”.