“Sou o técnico, sou o responsável e estou trabalhando para reverter”, diz Dorival

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/02/2018 21h00 - Atualizado em 25/02/2018 21h19
AMANDA PEROBELLI/ESTADÃO CONTEÚDODorival Júnior acompanha na beira do gramado o empate sem gols entre São Paulo e Ferroviária

Após o terceiro tropeço consecutivo no Campeonato Paulista – derrota para Santos e Ituano e empate diante da Ferroviária, neste domingo (25), no Morumbi, o técnico Dorival Junior afirmou que continua no cargo e que, em nenhum momento a sua permanência foi discutida com os dirigentes do São Paulo.

“Sou o treinador do São Paulo, sou responsável pelos resultados e pelo momento da equipe. Estou trabalhando muito para reverter o quadro. Vocês estão vendo uma equipe que cria e penetra na defesa adversária. Tem trabalho em tudo isso. Estamos procurando, em algum momento acredito que as coisas vão acontecer”, afirmou o técnico.

Apesar disso, Dorival Junior admitiu que existe uma pressão enorme por resultados. “O limite para um treinador no Brasil, infelizmente, são só três meses. Você não tem como avaliar o trabalho em menos de um ano. Parece até que é prazeroso você ver uma mudança de treinador”, discursou.

“Em cima da cultura do futebol brasileiro, eu já teria saído. Duas derrotas já são suficientes para queimar qualquer profissional. Confio na diretoria em tudo o que vem sendo falado As pessoas estão avaliando o meu trabalho. As coisas mudaram bastante desde que cheguei. Hoje temos uma equipe confiável”, completou Dorival Junior.

O próximo compromisso será contra o CRB, nesta quarta-feira (28), novamente em casa, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. A diretoria não se posicionou publicamente sobre o treinador depois do empate contra a Ferroviária. Antes da partida, o coordenador de futebol, Ricardo Rocha, garantiu Dorival Junior, independentemente do resultado.