Torcedor vascaíno morre baleado no Rio após briga com a PM em clássico

  • 09/07/2017 09h02
São Januário se tornou "praça de guerra" e polícia lançou bombas nas arquibancadas para conter torcida do Vasco após derrota para o Flamengo

Um torcedor morreu baleado após o jogo entre Vasco e Flamengo neste sábado (8).

O fato ocorreu perto de uma das entradas do estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Após a partida, foram registrados conflitos entre a Polícia Militar e a torcida do Vasco.

O homem de 27 anos foi encaminhado ao Hospital Souza Aguiar, mas já chegou sem vida no local.

Além dele, outros dois torcedores deram entrada no hospital com ferimentos nas pernas após serem baleados, mas já foram liberados.

Confusão

Depois do apito final de Anderson Daronco, torcedores vascaínos passaram a jogar muitos objetos no gramado e alguns ameaçaram invadir o campo. Os jogadores do Flamengo e a arbitragem, preocupados, permaneceram no centro do campo, protegidos pelo policiamento que atuava dentro do estádio. A PM atirou bombas de efeito moral em direção às arquibancadas para dispersar os mais agressivos.

Durante o intervalo, os vascaínos que estavam próximos às cordas que dividiam as torcidas já haviam provocado a ação da PM, que lançou spray de pimenta para conter os mais agressivos. Além disso, um torcedor do Vasco que tentou invadir o campo, depois do gol do Flamengo, pulando a proteção acrílica que separa o gramado ficou ferido e teve que ser atendido pela maca.

Dentre de campo, o Flamengo venceu o Vasco por 1 a 0.