Tottenham passa fácil pelo Real e se garante nas oitavas da Liga dos Campeões

  • Por Estadão Conteúdo
  • 01/11/2017 20h04 - Atualizado em 01/11/2017 20h05
EFE/ANDY RAINDele Alli fez dois gols na vitória Tottenham 3 a 1 Real Madrid, pela 4ª rodada do grupo H da Liga dos Campeões

O Tottenham deu mostras de sua força na Liga dos Campeões e atropelou o Real Madrid nesta quarta-feira. Diante de sua torcida no Estádio Wembley, a equipe dominou o duelo e foi precisa para fazer 3 a 1, resultado que representou sua primeira vitória sobre o poderoso adversário espanhol na história.

O triunfo serviu para garantir a vaga do Tottenham nas oitavas de final da Liga dos Campeões pela primeira vez desde a temporada 2010/2011, e com duas rodadas de antecedência. Isso porque o time inglês chegou a 10 pontos, na liderança do Grupo H, e não pode mais ser alcançado por Borussia Dortmund e APOEL Nicósia, que apenas empataram em 1 a 1 nesta quarta, na Alemanha. Já o Real soma sete pontos, em segundo, e também deve se classificar.

Em Wembley, as duas equipes vinham em baixa. O Tottenham havia perdido as últimas duas partidas, enquanto o Real caiu para o frágil Girona na última rodada do Campeonato Espanhol e não convencia nesta temporada. Mas em campo, os ingleses foram amplamente superiores e souberam explorar os espaços nas costas de Marcelo e os contra-ataques para conseguir a vitória.

O Tottenham começava a ter o controle da partida e explorava muito os lados do campo, principalmente os buracos nas costas de Marcelo. E foi por lá que a equipe chegou ao primeiro gol. Aos 26 minutos, Dier deu lançamento preciso para Trippier, que chegou batendo para o meio da área. Casilla não cortou e Dele Alli empurrou para a rede.

O segundo tempo começou com o mesmo cenário. Aos 10 minutos, o time inglês ampliou. Em rápida escapada, Dele Alli recebeu de Dier pelo meio, passou por Casemiro duas vezes e bateu de fora da área. A bola desviou em Sergio Ramos e matou o goleiro Casilla.

Aos 19, em contragolpe puxado Dele Alli, Kane foi lançado pela direita e tocou no meio para Eriksen O dinamarquês avançou e bateu na saída do goleiro para marcar.

Aos 35, Cristiano Ronaldo diminuiu. Marcelo salvou saída de bola pela esquerda, Modric desviou e o português encheu o pé para descontar. Mas já era tarde para uma reação.

DORTMUND DECEPCIONA – Na Alemanha, o Borussia Dortmund voltou a decepcionar sua torcida. Até saiu na frente, com Raphael Guerreiro, mas sofreu o empate do APOEL no segundo tempo. Nas últimas sete partidas entre Liga dos Campeões e Campeonato Alemão, a equipe venceu apenas uma.