Veja estatísticas e comentários de Tite sobre as 3 novidades da Seleção Brasileira

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2018 12h38 - Atualizado em 21/09/2018 12h42
Lucas Figueiredo / MoWA PressWalace foi elogiado pelas atuações na Olimpíada de 2016

Entre os convocados por Tite para Seleção Brasileira, nesta sexta-feira (21), apenas 3 jogadores não estavam nas duas convocações mais recentes. Pablo, Walace e Malcom foram as maiores novidades, então vale observar estatísticas deles e conhecer as explicações do técnico.

Pablo (Bordeaux-FRA)

O que Tite disse: “recentemente campeão com o Corinthians, é um zagueiro de força, com bom cabeceio. Trabalhou em um sistema organizado do Carille, com linha de 4. É o momento de dar oportunidade”.

Pablo foi campeão brasileiro em 2017 pelo Corinthians e voltou para o Bordeaux. Ele conseguiu se destacar rapidamente, com boas atuações em 15 jogos. Ele deu 3 assistências, fez um desarme por jogo e teve média de 6,2 rebatidas por partida. Na atual temporada disputou apenas 3 partidas pelo Campeonato Francês e foi expulso em uma delas, na derrota para o Strasbourg.

Walace (Hannover-ALE)

O que Tite disse: “o momento dele é bom. Não estava bem antes, mas tem um passado de Grêmio e Seleção olímpica. Isso credencia pelo conjunto da obra nesse momento importante”.

De fato Walace teve uma passagem bem ruim pelo Hamburgo. Ele teve participação no primeiro rebaixamento do clube no Campeonato Alemão, com 16 atuações. Depois disso, saiu para o Hannover e só disputou 4 jogos, mas as primeiras atuações foram positivas, inclusive com uma assistência. A ausência de bons nomes para a posição de primeiro volante e o bom passado nas categorias de base da Seleção podem ajudá-lo a se firmar.

Malcom (Barcelona-ESP)

O que Tite disse: “depois de um grande ano no Bordeaux, foi para o Barcelona. Abre oportunidade que a gente abra para um jogador de bom desempenho recente. Os jogos que ele fez na pré-temporada foram bons, com gols”.

Malcom foi campeão brasileiro pelo Corinthians sob comando de Tite, em 2015. Depois realmente teve uma ótima passagem pelo Bordeaux, com 20 gols e 12 assistências ao longo de duas temporadas e meia. No Barcelona ele realmente fez uma boa pré-temporada, mas terá dificuldades para jogar, principalmente porque Dembelé tem feito um bom começo de temporada. Só fez uma partida oficial até agora e saindo do banco de reservas.

Phelipe (Grêmio Sub-20)?

Ele nunca tinha sido convocado para a Seleção principal, mas não chega a ser uma novidade, pois é chamado apenas para ganhar experiência. No Grêmio é tratado como uma promessa para um futuro bem distante, pois tem apenas 19 anos e nem é titular com frequência no Sub-20.