Wenger diz que saída de Sánchez é “menos dolorosa” do que a de Van Persie

  • Por EFE
  • 19/01/2018 15h36
EFE EFE Wenger admite que saída de Alexis é menos dolorosa por conta do fim do contrato

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, disse nesta sexta-feira (19) que a saída de Alexis Sánchez para o Manchester United, uma negociação ainda não confirmada, é “menos dolorosa” do que a de Robin van Persie para o rival em 2012.

Os Gunners e os Diabos Vermelhos negociam um acordo pela troca de Sánchez, com contrato que termina no fim da atual temporada, por Henrikj Mhkitaryan.

Após três anos e meio no Arsenal, Sánchez, contratado em 2014 por 35 milhões de libras, está a ponto para deixar o clube para se mudar para Old Trafford. No entanto, Wenger não vê similaridades com o caso de Van Persie, que saiu para o United em 2012.

“Contratamos Van Persie quando ele jogava no time reserva do Feyenoord e trabalhamos muito duro com ele. O mais complicado é quando eles vão embora após chegarem a um nível tão alto”, explicou o técnico francês, de 68 anos.

“Nossos torcedores sabiam que Sánchez não renovaria seu contrato. O fato de não ser uma transferência de uma só direção faz com que seja menos doloroso. Perdemos um jogador, sim, mas podemos ganhar outro. Um substitui o outro”, avaliou Wenger.

Além de Sánchez, o Arsenal vendeu na quarta-feira o meia-atacante Theo Walcott ao Everton por cerca de 20 milhões de libras. O objetivo do clube é reforçar seu ataque, e o principal alvo é atacante Pierre-Emerick Aubameyang, do Borussia Dortmund.