Willian Arão brilha com dois gols, mas Flamengo sofre empate do Ceará no fim  

Com o resultado, o time treinado por Paulo Sousa fica com 6 pontos e não consegue sair da 14ª colocação

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2022 18h30 - Atualizado em 14/05/2022 18h37
KELY PEREIRA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Willian Arão marcou duas vezes na vitória do Flamengo sobre o Ceará Willian Arão marcou duas vezes na vitória do Flamengo sobre o Ceará

O Flamengo deixou escapar pontos preciosos ao ficar no 2 a 2 com o Ceará, neste sábado, 14, no Castelão, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de marcar duas vezes com Willian Arão, que recebeu assistências de Giorgian De Arrascaeta, o Rubro-Negro não conseguiu suportar a pressão dos mandantes e cedeu o empate no fim – Mendoza e Nino Paraíba fizeram para o Vôzão. Com o resultado, o time treinado por Paulo Sousa fica com 6 pontos e não consegue sair da 14ª colocação. A equipe de Dorival Júnior, por sua vez, vai aos 4 pontos e permanece no 17º lugar, dentro da zona de rebaixamento.

Mesmo atuando como visitante, o Flamengo foi melhor em boa parte do primeiro tempo. Fazendo uma blitz na saída de bola do Ceará, o time carioca conseguiu várias recuperações e chegou com perigo, principalmente, através de Giorgian De Arrascaeta e Bruno Henrique. Primeiro, o uruguaio cobrou escanteio e mandou na medida para Willian Arão abrir o placar, logo aos 6 minutos. A equipe cearense, então, passou a trabalhar mais a bola e conseguiu o empate com Mendoza. O jogador aproveitou batida de falta de Zé Roberto, se posicionou nas costas de Isla e bateu na saída de Hugo Moura, aos 25. Os visitantes, porém, continuaram superiores e voltaram à frente do marcador com a mesma receita: Arrascaeta levantou e Arão botou a testa na bola, ainda antes do intervalo.

No retorno do vestiário, os times inverteram de lado, mas a situação continuou a mesma. Melhor na partida e levando a melhor pelo alto, o Flamengo quase chegou ao terceiro com Pablo. O zagueiro subiu alto e testou a bola no travessão, depois de outro levantamento de Arrascaeta. Da metade para o final, porém, o Ceará demonstrou poder de recuperação e criou oportunidades claras para voltar a deixar tudo igual. A mais clara aconteceu já aos 35 minutos, quando Iuri cabeceou firme, mas viu Matheuzinho tirar sobre a linha do gol. Já aos 45 minutos, não teve jeito: Nino Paraíba cobrou falta e surpreendeu o adiantado Hugo Souza, deixando tudo igual.