Gabriel Medina é único brasileiro na briga por prêmio individual no Laureus

  • Por Agencia EFE
  • 14/04/2015 18h12

Xangai, 14 abr (EFE).- Campeão mundial de surfe em 2014, Gabriel Medina é o único brasileiro concorrendo individualmente no Prêmio Laureus, considerado o Oscar do esporte mundial, que será entregue em Xangai, na China.

O responsável por desbancar o americano Kelly Slater e o australiano Mick Fanning, o paulista de São Sebastião concorre na categoria de melhor Atleta de Esportes de Ação. Além dessa, mais seis categorias terão premiados: Atleta Masculino do ano, Atleta Feminina, Melhor Equipe, Retorno, Revelação, Atleta de Esportes de Ação e Atleta com Deficiência.

Primeiro brasileiro a vencer o campeonato mundial de surfe e o mais jovem a faturar o título, aos 20 anos, superando a lenda Kelly Slater, Medina é o único representante do país que compete individualmente.

Concorrem com o surfista, a americana Stephanie Gilmore, campeã do circuito mundial de surfeentre as mulheres, o paraquedista americano Alan Eustace, que saltou de uma altura recorde de 41,4 quilômetros, o skatista americano Nyjah Huston, maior vencedor do X-Games Street com seis ouros, o snowboarder americano Sage Kotsenburg, campeão nos Jogos Olímpicos de Inverno de Socchi, e o britânico Danny Macaskill, que percorreu o complicado caminho montanhoso escocês de Cuillin Ridge em montain bike.

Na categoria de Atleta Masculino do ano estão na disputa o espanhol Marc Márquez, bicampeão de MotoGP; o sérvio Novak Djokovic (vencedor em 2012), número 1 do tênis; e o inglês Lewis Hamilton, campeão mundial da Fórmula 1 pela segunda vez.

Também estão na disputa o francês Renaud Lavillenie, recordista mundial de salto com vara; o norte-irlandês Rory McIlroy, líder do ranking mundial de golfe; e o português Cristiano Ronaldo, eleito o melhor jogador do mundo do ano passado.

Na categoria feminina, a favorita é a tenista americana Serena Williams, número 1 do ranking e que recentemente venceu o Aberto da Austrália, o 19º Grand Slam da carreira, superando Chris Evert e Martina Navratilova, que venceram 18 dos principais torneios.

As principais concorrentes de Serena, vencedora em 2003 e 2010, são duas esquiadoras que brilharam nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi. A norueguesa Marit Bjoergen, que conquistou três ouros e (junto a mais três ouros, três pratas e um bronze) se tornou a maior medalhista de inverno da história; e a eslovena Tina Maze, que levou para casa os dois únicos ouros olímpicos da história de seu país.

A disputa pelo prêmio entre as mulheres também conta com a tenista chinesa Na Li, que ganhou o segundo Grand Slam da carreira na Austrália antes de se aposentar devido uma lesão no joelho; a fundista etíope Genzebe Dibaba, que em fevereiro bateu os recordes mundiais em pista coberta de 1.500, 3.000 e 5.000 metros; e a neozelandesa Valerie Adams, invicta há quatro anos no arremesso de peso e eleita a melhor atleta de 2014 pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF).

O Real Madrid, dos brasileiros Marcelo e Lucas Silva, que sob o comando do italiano Carlo Ancelotti derrotou o Atlético de Madrid na última final da Liga dos Campeões, a décima taça do clube na competição, concorre ao prêmio de Melhor Equipe do ano.

Os adversários do clube espanhol na categoria são a seleção alemã de futebol, campeã da Copa do Mundo de 2014, no Brasil; a escuderia Mercedes, que conquistou o Campeonato Mundial de Construtores na Fórmula 1; e o San Antonio Spurs, do pivô brasileiro Tiago Splitter, que venceu o Miami Heat na final da NBA.

Completam a lista de concorrentes a equipe da Europa da Ryder Cup, que derrotou pela 13ª seguida os Estados Unidos no golfe, o sexto triunfo nas últimas sete edições; e o time suíço da Copa Davis, que ganhou a competição pela primeira vez e que também compete na categoria Revelação do Ano.

Entre as revelações competem o meia alemão Mario Götze, autor do gol do título da Alemanha sobre a Argentina na decisão da Copa do Mundo, no estádio do Maracanã; e o armador colombiano James Rodríguez, artilheiro do torneio com seis gols em cinco jogos.

Os outros concorrentes são a americana Mikaela Shiffrin, tricampeã da Copa do Mundo de slalom, e que se tornou a campeã olímpica mais jovem da modalidade com 18 anos; o tenista croata Marin Cilic, vencedor do US Open; e o piloto australiano Daniel Ricciardo, que venceu três provas na edição passada do Mundial de Fórmula 1.

Na cerimônia, que será apresentada pelo ator Benedict Cumberbatch, indicado ao Oscar neste ano por “Jogo da Imitação”, no Grande Teatro, em Xangai, também serão entregues os prêmios de Melhor Retorno do Ano e de melhor Atleta com Deficiência. EFE