Gibraltar vive expectativa de disputar sua primeira partida oficial

  • Por Agencia EFE
  • 06/09/2014 18h42

Algeciras (Espanha), 6 set (EFE).- A seleção de futebol de Gibraltar encara com expectativa e emoção seu primeiro jogo em uma competição oficial da Uefa, que acontecerá neste domingo no estádio Algarve, na cidade portuguesa de Faro, diante da Polônia, pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2016.

Gibraltar inicia assim sua trajetória oficial, depois de ter disputado cinco amistosos desde que foi admitida pela entidade que rege o futebol europeu, no ano passado. Feito alcançado após uma batalha legislativa na qual contou principalmente com a oposição da Espanha, que chegou a ameaçar se retirar das competições continentais caso a entrada da colônia britânica na Uefa fosse confirmada.

O organismo aceitou o ingresso como membro número 54 em maio de 2013, depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS) se pronunciou a favor dos gibraltarinos. Uma vitória nos bastidores que será referendada em Algarve, a 80 quilômetros da fronteira com a Espanha, já que o único estádio da colônia, o Victoria Stadium, não foi liberado para as Eliminatórias.

A oficialização de Gibraltar como seleção aconteceu justamente em Faro, no mesmo palco, onde em novembro do ano passado a equipe empatou com a Eslováquia em 0 a 0 em amistoso. Desde então, os gibraltarinos acumularam duas derrotas – para Ilhas Faroe e Estônia e um empate – também com a Estônia – até vencer pela primeira vez na história. O feito aconteceu em 4 de junho, em Faro, diante de Malta, pelo placar de 1 a 0.

No âmbito esportivo, Gibraltar enfrenta também um desafio muito grande, sem infraestrutura suficiente, com uma competição de atletas amadores distribuídos em oito Equipes no campeonato nacional da colônia e com cerca de mil jogadores registrados em sua federação.

Nas Eliminatórias, além da Polônia, a seleção da colônia enfrentará a atual campeão mundial Alemanha, além de Irlanda, Escócia e Geórgia. Para isso, contará com um elenco de jogadores que dividem o futebol com suas profissões, como as de bombeiro, policial e empresário.

Apenas dois deles são profissionais do esporte. Scott Wiseman tem 29 anos, chegou a defender a seleção sub-21 da Inglaterra e atualmente defende o Preston North End, da terceira divisão inglesa. Já Liam Walker, estrela da equipe, atua no Bnei Yehuda, de Israel.

Danny Higginbotham, de 39 anos, chegou a se aposentar, depois de ter defendido Manchester United, Southampton e Sunderland, entre outros, mas voltou aos gramados pelo Altrincham, equipe semiprofissional da quinta divisão inglesa. EFE