Goleiro Bruno assina com Montes Claros e contrato já aparece no BID

  • Por Jovem Pan
  • 28/02/2014 16h52

Condenado a mais de 22 anos de prisãoGoleiro Bruno

O goleiro Bruno, ex-jogador do Flamengo, assinou um contrato com o Montes Claros, clube de Minas Gerais, nesta sexta-feira (28) e, mesmo cumprindo pena pela morte de Elisa Samúdio, ele deve poder treinar na equipe mineira. O contrato, inclusive, já foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Por meio de seu Twitter, Tiago Lenoir, advogado de Bruno, confirmou a assinatura de contrato. “Saindo da Penitenciária Nelson Hungria. Bruno assinou contrato de trabalho com o Montes Claros Futebol Clube”, escreveu. 

Momentos depois da publicação, Lenoir ainda informou que o contrato havia sido registrado na Federação Mineira de Futebol (FMF). 

Segundo informações, o vínculo do goleiro com o Montes Claros Futebol Clube, que disputa o Módulo II do Campeonato Mineira, é de cinco anos de duração. Caso o juiz libere Bruno para ser transferido da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG), para a Associação de Proteção aos Condenados (APAC), em Montes Claros (MG), o ex-flamenguista poderia treinar, mesmo cumprindo pela em regime fechado, e poderia disputar os jogos da equipe, mas teria que ser acompanhado por escolta policial.

Eliza Samúdio desapareceu em 2010 e o corpo da jovem, que tinha 25 anos na época, jamais foi achado pela polícia. Eliza era mãe do filho recém-nascido de Bruno, então goleiro do Flamengo. No início do ano passado, Bruno foi condenado por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, uso de recurso para dificultar a defesa da vítima e asfixia), sequestro, cárcere privado e ocultação de cadáver. No total, a pena estipulada a Bruno é de 22 anos e três meses.