Goleiro Bruno vai cumprir o restante da pena em Varginha

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2017 17h53
Goleiro Bruno foi anunciado pelo Boa Esporte na última sexta-feira

O juiz da Vara de Execuções Criminais da Comarca de Contagem, Wagner de Oliveira Cavalieri, aceitou o pedido de defesa do goleiro Bruno, que poderá cumprir o restante de sua pena na cidade de Varginha, aonde vinha morando desde quando acertou vínculo com o Boa Esporte, em março.

O anúncio foi feito pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais na tarde desta sexta-feira (28). De acordo com o TJMG, os requisitos necessários do deferimento foram atendidos, como a boa-fé do jogador que se apresentou de forma espontânea após ter sua ordem de prisão expedida.

Preso em 2010 e condenado três anos depois pela morte e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho, o goleiro Bruno estava em liberdade provisória desde o final de fevereiro.

No início de março, o jogador acertou com o Boa Esporte, que disputa a segunda divisão estadual. A sua contratação gerou polêmica na cidade de Varginha e no futebol brasileiro, dividindo opiniões. O clube, porém, sofreu com a perda de patrocinadores, que rejeitaram o reforço, que antes de ser preso havia se destacado com a camisa do Flamengo.

Na breve passagem do camisa 1 pelo clube mineiro, o Boa Esporte obteve duas vitórias e dois empates e sofreu uma derrota na segunda divisão do Campeonato Mineiro. Nestes cinco jogos, o goleiro, sofreu apenas quatro gols.