Governo japonês quer centro de treinamento em Fukushima nos Jogos de 2020

  • Por Agencia EFE
  • 13/05/2014 12h52
JPN - JAPÃO/NUCLEAR - INTERNACIONAL - Imagem aérea de 24 de março de 2011 mostra a usina nuclear de Daiichi, em Okumamachi, na província de Fukushima, nordeste japonês. A companhia Tokyo Electric Power (Tepco), proprietária da usina, pode fechar permanentemente quatro reatores. O porta-voz do governo, Yukio Edano, disse que os reatores 5 e 6, que também apresentam problemas, serão permanentemente fechados. No mesmo dia, a radiação no oceano adjacente à usina atingiu níveis recordes. 24/03/2011 - Foto: ASSOCIATED PRESS/AIR PHOTO SERVICE/ASSOCIATED PRESS/AEFukushima

O governo do Japão pretende fazer com que instalações esportivas situadas a 20 quilômetros da usina nuclear de Fukushima sejam utilizadas como local de treinamentos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020, que acontecerão em Tóquilo.

A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo jornal “Asahi”. O centro esportivo J-Village ficaria à disposição de seleções de futebol.

“Devemos melhorar a estrutura para que os jogadores, não só do Japão, mas também de outros países, possam realizar treinamentos visando os Jogos”, afirmou o ministro dos Esportes japonês, Hakubun Shimomura à publicação.

Antes do trágico vazamento na usina, que desalojou 50 mil pessoas, o local era centro de treinamentos da seleção japonesa, e a ideia da federação do país é voltar a utilizar as instalações – atualmente ocupadas por uma empresa, a partir de 2019.