Grávidas e campeãs! Confira atletas que competiram durante a gestação

  • Por Jovem Pan
  • 19/04/2017 16h06
Serena Williams venceu a irmã Venus com um duplo 6/4

Maior vencedora da era moderna do tênis feminino, Serena Williams anunciou nesta quarta-feira (19) que está grávida de 20 semanas. A norte-americana não tem disputado muitos eventos da WTA neste ano por conta de lesões, porém abriu o ano com a conquista de mais um grand-slam, o 23º da sua carreira.

Ao que tudo indica, Serena já estava em seu segundo mês de gravidez quando venceu sua irmã, Venus Williams, na final do Australian Open, disputado em 28 de janeiro em Melbourne. Seu título na Austrália veio de forma invicta, sem ter perdido nenhum set sequer na competição.

Serena não é a única atleta que continua competindo em alto nível mesmo durante a gravidez. Nos Jogos Olímpicos de 2012, a norte-americana Kerri Walsh conquistou sua terceira medalha de ouro no vôlei de praia enquanto estava grávida de cinco semanas, porém só soube da gestação após os Jogos.

Também em 2012, a malaia Nur Mohamed Suryani Taibi competiu no tiro esportivo com oito meses de gestação. Ela foi a primeira mulher do seu país a disputar uma Olimpíada e também a que estava mais próxima do parto quando participou dos Jogos.

Além de Walsh, outras atletas também conquistaram medalhas olímpicas durante a gravidez. É o caso da amazona holandesa Anky van Grunsven, que conquistou o ouro no hipismo em Atenas 2004 enquanto estava grávida de cinco meses e da norte-americana Juno Stover-Irwin, bronze nos saltos ornamentais em Helsinque 1952 enquanto estava no terceiro mês de gestação.

A alemã Cornelia Pfohl, do Tiro com Arco, foi além. Ela competiu no começo da gravidez em Sydney 2000 e repetiu a dose em Atenas 2004. Ela estava com sete meses quando conquistou a medalha de bronze na Grécia.

O Rio 2016 também teve a sua atleta grávida. A jogadora de vôlei portorriquenha Diana Reyes descobriu que estava esperando um filho após um acidente de carro, dois dias antes de sua viagem aos Jogos. Mesmo assim, não desistiu de defender sua seleção, mesmo com o alarme mundial sobre uma possível epidemia de Zika Vírus, e só comunicou da gravidez ao seu técnico, que optou por não colocá-la em quadra, quando desembarcaram no Brasil.