Grupo de sócios tenta retirar nome de Pinochet dos registros do Colo Colo

  • Por Agência EFE
  • 14/04/2015 18h32
Augusto Pinochet

Um grupo de sócios do Colo Colo iniciou uma campanha nesta terça-feira para eliminar registros do nome do ditador chileno Augusto Pinochet, morto em 2006, que chegou a ser presidente de honra do clube.

José Miguel Sanhueza, porta-voz dos associados que realizam a ação, disse à Agência Efe que a intenção é reinvindicar que a história não tenha “limitações político-partidárias”. O grupo de sócios integram uma ala da administração do Colo Colo com direito a ter um representante na diretoria.

“Temos a missão de dar vida a essa iniciativa para reparar o erro histórico e eliminar essa nomeação como presidente de honra”, afirmou Sanhueza.

A proposta deverá ser encaminhada em breve a direitoria do clube, e o objetivo é que a pauta seja votada na assembleia geral marcada para o mês de maio.

Fernando Monsalve, líder da sociedade anônima que controla atualmente o Colo Colo, disse à Efe que tirar Pinochet dos registros não é uma tarefa simples, embora tenha garantido que avaliará a proposta.