Guardiola volta a entrar em rota de colisão com departamento médico do Bayern

  • Por Agência EFE
  • 17/12/2015 14h39
EFE Com contrato no Bayern até o meio de 2016

A lesão do lateral-direito Philipp Lahm abriu nova guerra entre o técnico espanhol Josep Guardiola e o departamento médico do Bayern de Munique, conforme publicou nesta quinta-feira a revista alemã “Kicker”.

De acordo com a publicação, o comandante do time acusou o médico Volker Braun, chefe do setor, de ser responsável pela série de problemas físicos dos atletas do elenco.

Capitão, Lahm se contundiu nesta terça-feira no jogo contra o Darmstadt 98, pela Copa da Alemanha, aumentando a lista de desfalques, que conta com Franck Ribèry, Arjen Robben, Douglas Costa, Mario Götze, Mehdi Benatia, Juan Bernat e David Alaba.

Segundo a “Kicker”, logo após a vitória na partida, Guardiola teria batido boca com Braun, que devolveu a acusação, afirmando que o técnico ia contra as determinações do departamento e colocava jogadores em treino e partidas, antes da hora.

A resposta do espanhol teria sido agressiva, segundo relato da publicação: “Aqui não se pode trabalhar de maneira séria”, teria dito, em voz alta, o técnico.

Na temporada passada, Guardiola foi o pivô da demissão Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahrt, então chefe do departamento médico, também pelo grande número de lesões no elenco.