Guitarra, bateria, vinhos: o que os craques fazem nas horas vagas

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2015 16h31
Neymar no poker

Apesar de estar num lugar no qual muitas pessoas gostariam de estar, os craques do futebol não vivem só desse esporte. Nas horas vagas, eles procuram atividades para passar o tempo e até se colocar no lugar de seus ídolos em outras áreas. É o caso de Lionel Messi, um astro dos campos pelo mundo que se fantasia de roqueiro de vez em quando.

Confira esse e outros hobbies de jogadores famosos.

O guitarrista “Messi Gallagher”

Em 2010, o craque argentino revelou ao jornal The Sun que estava montando uma banda cover do Oasis. “Nos vestimos como o Oasis nos anos 90. Temos perucas, roupas e óculos”, disse ele. Ao camisa 10 do Barcelona, caberia o papel do guitarrista Noel Gallagher, principal compositor da banda britânica.

O Oasis, aliás, encerrou suas atividades naquele ano. A banda de Messi prometia excursões pela Europa, mas não substituiu os originais – não há registro em fotos ou vídeos de alguma apresentação deles.

Petr Cech, o baterista

Goleiro titular do Chelsea por vários anos, Petr Cech perdeu espaço no time titular com a volta de Courtois, um dos melhores do mundo na posição, ao clube. No entanto, o tcheco pode tranquilamente tentar outra profissão que não vai morrer de fome: baterista de uma banda de rock.

Em seu canal no YouTube, Cech postou alguns vídeos seus tocando músicas do U2, Foo Fighters e Coldplay. O cara realmente manda bem (na análise deste jornalista, que também toca bateria nas horas vagas). Assista.

Neymar, Ronaldo e o poker

O craque do Barcelona já é fã do jogo há algum tempo. Recentemente, ele se juntou a Ronaldo como embaixador do site PokerStars, que também conta com o tenista Rafael Nadal como entusiasta.

“O Poker é uma grande paixão minha. Ele permite me expressar fora do campo, e eu adoro qualquer chance de superar meus adversários, mostrar minhas habilidade e vencer a competição”, disse Neymar ao PokerStars.

Andrea Pirlo, o sommelier

Que o meia italiano desfila classe há anos nos campos de futebol, todo mundo sabe. No entanto, fora dos campos Pirlo também aprecia uma atividade sofisticada. Fã de vinhos, ele é um conhecedor da bebida e inclusive tem uma vinícola de sua família no norte da Itália.

Theo Walcott: jogando nos gramados e nas palavras

Para aqueles que pensam que jogador de futebol não é chegado em leituras, o rápido ponta do Arsenal tem um hobby surpreendente: escrever livros. Walcott lançou alguns livros sobre as aventuras de um personagem que mistura suas características da vida real com outras fictícias.

Em 2012, o inglês lançou um livro chamado Theo: Growing Up Fast (algo como “Theo: Crescendo rápido”), no qual conta como foi o período de seu crescimento profissional no começo da carreira – ele foi convocado para a Copa do Mundo de 2006 com apenas 17 anos.