Gutierrez critica Sauber e revela mágoa com seu desligamento da equipe

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2014 16h29
Estebán Gutierrez - piloto da Sauber

Após acertar a sua saída da Sauber e tornar-se piloto reservas e de testes da Ferrari, Esteban Gutierrez falou sobre sua ex-equipe e não poupou críticas ao time suíço. Para o mexicano, a falta de competitividade da escuderia não foi algo normal.

“Pegou todo mundo de surpresa e isso fez com que as coisas ficassem ainda mais difíceis do que o esperado. Não é somente a frustração que chega aos pilotos, mas também o time”, declarou Gutierrez ao site da revista britânica Autosport.

Fazendo uma autoavaliação, o piloto do México acredita que evoluiu bastante em sua segunda temporada na F-1, mas que o mau desempenho da equipe acabou ofuscando seu desenvolvimento.

“Acho que consegui dar um bom passe em relação ao meu ano de calouro. Eu mostrei meu progresso e também força para passar pelos desafios que surgem em uma temporada como essa. Obviamente, não é uma situação ideal para se passar, mas é uma experiência que vai me ajudar muito futuramente. De alguma forma, eu aprecio, porque vai me tornar mais forte e melhor preparado”, prosseguiu.

Esteban Gutierrez não escondeu sua insatisfação de ter deixado a Sauber. O mexicano, juntamente com Adrian Sutil, saiu da Sauber, depois que a equipe decidiu trocar a dupla pelo brasileiro Felipe Nasr e por Marcus Ericsson.

“É bastante desapontador, mas ao mesmo tempo você tem que aceitar a situação e seguir adiante. Sou muito grato a cada engenheiro, cada mecânico com quem eu trabalhei nestes anos. No momento, a situação da Sauber é bastante desafiadora em todos os sentidos”, falou. “Eles mudaram um pouco o interesse no que procuravam nos pilotos. Acho que a maioria das pessoas na equipe sabe o quanto de esforço e eu coloquei para melhorar a situação, trabalhando muito junto com a equipe nos momentos difíceis, mas parece que algumas pessoas não viram dessa forma”, finalizou.