Há um ano, Götze fez o gol do título e o Brasil deu adeus à “Copa das Copas”

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2015 12h21
Super Mário Götze celebra o gol que garantiu o tetracampeonato da Alemanha

Após o fatídico 7 a 1 contra o Brasil, na semifinal da Copa do Mundo 2014, a Alemanha chegou com status de favorita para a final do Mundial, contra a Argentina. E foi em 13 de julho de 2014 que o tetracampeonato mundial foi comemorado pelos alemães, graças ao gol de “Super” Mário Götze, aos sete minutos da segunda etapa da prorrogação.

Schürrle avançou pela esquerda e cruzou para a área. Garay marcou mal e Götze, sozinho, dominou e bateu na saída de Romero, fazendo o gol que dava o quarto título da história da Alemanha, o primeiro do país como um só, sem a separação das equipes como Ocidental e Oriental.

Assim que o juiz apitou, os alemães comemoraram o tetracampeonato, e os brasileiros choraram não apenas a não conquista do hexa, mas o fim da “Copa das Copas”, que movimentou torcedores em todo o país e ficará marcada não apenas pelo grande vexame da seleção nacional e por fatos futebolísticos, como a mordida de Suárez em Chiellini, a lesão de Neymar ou as revelações, como James Rodriguez e Keylor Navas, mas pelo show das torcidas em todos os estádios, pelo “OEA” que antecedia as transmissões e por inúmeros outros motivos que fazem muitas pessoas pedirem: Volta, Copa!