Hamilton aproveita quebra de Rosberg, vence na Rússia e fica perto do título

  • Por EFE
  • 11/10/2015 10h04
Com Putin ao fundo

Para ser campeão mundial de Fórmula 1 é preciso, além de muita competência, uma dose de sorte, e ela parece sobrar para o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que aproveitou a quebra do companheiro de equipe e então líder da prova, Nico Rosberg, para vencer o Grande Prêmio da Rússia deste domingo.

Sem a presença do companheiro, que sofreu com um problema no pedal do acelerador logo na sexta volta, Hamilton passeou e está cada vez mais perto do tricampeonato na categoria. Com o resultado, o líder do Mundial chegou a 302 pontos, uma vantagem de 66 para o alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que terminou com o segundo lugar e ultrapassou Rosberg na classificação geral.

O último lugar no pódio só foi decidido nas últimas curvas. O mexicano Sergio Pérez, que fazia uma excelente corrida, segurou a posição até a penúltima volta, mas acabou ultrapassado pelos finlandeses Valtteri Bottas (Williams) e Kimi Raikkonen (Ferrari).

Na sequência, Raikkonen forçou a ultrapassagem para tentar ficar com a terceira colocação, atingiu a lateral do carro de Bottas, que abandonou a corrida. Pérez se aproveitou, retomou o posto, e conquistou o quinto pódio de sua carreira.

Quem também aproveitou a confusão foram os brasileiros. Felipe Massa, depois de um treino muito ruim, no qual ficou com apenas o 15º lugar, cruzou a linha de chegada na quarta posição. Já Felipe Nasr (Sauber) fez ótima corrida e terminou em sétimo, ganhando uma posição pela saída de Bottas.