Hamilton larga na frente em Barcelona; brasileiros dão vexame e ficam no Q1

  • Por Estadão Conteúdo
  • 14/05/2016 10h35
Lewis Hamilton

Após ter problemas nos treinos de classificação das etapas da China e Rússia da temporada 2016 da Fórmula 1, Lewis Hamilton retomou, no GP da Espanha, o posto de mais rápido da categoria. O britânico confirmou o favoritismo e marcou a pole position no treino de classificação em Barcelona, neste sábado, sendo acompanhado pelo companheiro de equipe Nico Rosberg. Os dois brasileiros foram muito mal e pararam ainda no Q1.

Hamilton cravou a pole apenas na última volta, com 1m22s000 redondos, passando Nico Rosberg, que marcou 1min22s280. No domingo, às 9h (pelo horário de Brasília), o britânico vai largar na frente pela 52.ª vez na carreira – é o terceiro com mais poles na história da Fórmula 1. Nesta temporada, ele já havia marcado o melhor tempo na Austrália e no Bahrein.

Na segunda fila, largam os dois carros da Red Bull. O australiano Daniel Ricciardo ficou atrás do novato Max Verstappen durante todo o treino e só passou nos últimos segundos. Fez 1min22s680, contra 1min23s087 do seu novo companheiro de equipe.

A Ferrari sai na terceira fila, com Kimi Raikkonen (1min23s113) em melhores condições que Sebastian Vettel (1min23s334). A quarta fila terá a Williams de Valtteri Bottas e a Force India de Sergio Perez. Atrás virão Fernando Alonso, pela McLaren, e Carlos Sainz, da Toro Rosso.

Os brasileiros deram vexame. Se Felipe Nasr não esperava muito mais do que o 20.º lugar com a Sauber, Felipe Massa tinha carro para ir muito além da 18.ª colocação. A Williams acreditou que o tempo feito na primeira volta rápida era suficiente para garantir a ele um lugar no Q2, entre os 16 primeiros, e demorou a mandá-lo de volta à pista.

Quando o fez, já era tarde. Ele não fez boa volta na primeira tentativa e também não conseguiu abrir o que seria sua segunda volta rápida. Quando viu, o cronômetro já estava zerado e ele estava fora da disputa. Ficou em 18.º, com 1min24s941. Seu companheiro de equipe, na mesma etapa do treino, foi sétimo, sete décimos mais rápido.

Essa é a pior posição de largada de Massa desde o GP da Rússia de 2014. Ele deixou o carro nos boxes reclamando de um “erro tático”, uma vez que pegou muito tráfego na volta e não conseguiu abrir mais uma tentativa. 

Confira o resultado final do treino classificatório do GP da Espanha:

1º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min22s000

2º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min22s280 

3º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min22s680 

4º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min23s087 

5º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min23s113 

6º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min23s334 

7º – Valtteri Bottas (FIN/Williams), 1min23s522 

8º – Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min23s782 

9º – Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1min23s981 

10º – Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), sem tempo

—————————————————

11º – Nico Hülkenberg (ALE/Force India), 1min24s203 

12º – Jenson Button (ING/McLaren), 1min24s348 

13º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min24s445 

14º – Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min24s480 

15º – Kevin Magnussen (DIN/Renault), 1min24s625

16º – Esteban Gutierrez (MEX/Haas), 1min38s778

—————————————————

17º – Jolyon Palmer (ING/Renault), 1min24s903

18º – Felipe Massa (BRA/Williams), 1min24s941 

19º – Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min25s202

20º – Felipe Nasr (BRA/Sauber), 1min25s579

21º – Pascal Wehrlein (ALE/Manor), 1min25s745

21º – Rio Haryanto (IND/Manor), 1min25s939