Hamilton projeta futuro da carreira: “ainda me restam sete anos na Fórmula 1”

  • Por Agência EFE
  • 15/12/2014 16h50 - Atualizado em 06/11/2017 11h39
Lewis Hamilton na cerimônia em Doha. O inglês foi campeão mundial pela segunda vez na carreira

Atual campeão do mundo de Fórmula 1, o piloto inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, afirmou que gostaria continuar por “outros sete anos” na principal categoria do automobilismo.

“Sinto que ainda me restam sete anos na Fórmula 1. Esse é o meu objetivo. Ganhei meu primeiro título em 2008 e, agora, após ter conseguido o segundo, não há limite. Quero continuar correndo e competindo”, disse à BBC Sport.

Hoje com 29 anos, Hamilton ficaria na competição até os 36, segundo sua vontade. Na próxima temporada, o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, será o piloto mais velho do grid, com 35 anos. No extremo oposto, com 17 anos, o holandês Max Verstappen, da Toro Rosso, será o mais jovem.

Lewis Hamilton foi eleito “Personalidade do ano 2014” pela BBC Sports no domingo. O piloto superou o golfista Rory McIlroy e a atleta Jo Pavey na votação.

“Não tenho palavras. Foi um ano fantástico. Agradeço o enorme apoio de minha família, minha equipe, meus amigos e todos os torcedores. Nunca deixei de sentir o apoio em cada corrida”, disse o inglês, visivelmente emocionado, após receber o prêmio.

“Estou extremamente orgulhoso de estar rodeado de tanto talento, nunca pensei que chegaria a estar com alguns dos maiores atletas do Reino Unido. Sempre levo com orgulho a bandeira britânica por todo o mundo”, disse o inglês.

O ex-jogador de futebol escocês e lenda do Liverpool Kenny Dalglish e o ex-jogador de rugby Jonny Wilkinson, campeão do mundo em 2003, foram os encarregados de entregar o prêmio a Hamilton, em Glasgow, na Escócia.