Hamilton vence no Canadá; Massa fecha em sexto e Alonso volta a abandonar

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2015 16h54

O britânico Lewis Hamilton voltou a vencer no Canadá e abriu vantagem na liderança do Mundial

Lewis Hamilton posa com troféu após vencer o GP do Canadá

O Grande Prêmio do Canadá, sétima etapa do Mundial 2015 de Fórmula 1, foi realizado na tarde deste domingo (7), e mais uma vez o resultado não foi surpreendente. A Mercedes dominou a corrida e o britânico Lewis Hamilton venceu a prova para chegar à sua quarta vitória no campeonato, encerrando assim um jejum de duas corridas sem triunfar. O alemão Nico Rosberg, companheiro de equipe de Hamilton, chegou na segunda colocação, depois de vencer as duas etapas anteriores, na Espanha e em Mônaco. Completou o pódio no Canadá o finlandês Valtteri Bottas, parceiro de Massa na Williams, que foi o primeiro piloto que não é da Mercedes e nem da Ferrari a ficar entre os três primeiros em 2015.

Foi a quarta vitória na carreira do bicampeão Hamilton em solo canadense e a primeira com o macacão de sua atual equipe.

O brasileiro Felipe Massa, que largou em 15º, fez uma corrida de recuperação, ganhou nove posições no total e encerrou a prova em sexto, dentro da zona de pontuação, logo atrás do alemão Sebastian Vettel, da Ferrari.

O outro representante do Brasil no grid, Felipe Nasr, da Sauber, começou a corrida em 14º, mas não conseguiu se reabilitar e fechou na 16ª colocação.

Também terminaram dentro da zona de pontuação o venezuelano Pastor Maldonado, da Lotus, o alemão Nico Hulkenberg, da Force India, o russo Daniil Kvyat, da Red Bull, e o francês Romain Grosjean, da Lotus, que completaram as sétima, oitava, nona e décima colocações, respectivamente.

A disputa em Montreal não foi nada boa para a McLaren-Honda. O espanhol Fernando Alonso abandonou e completou sua quarta corrida nesta temporada sem conseguir finalizar a prova, já que ele já não havia cruzado a linha de chegada nos GPs da Malásia, da Espanha e de Mônaco. Foi a terceira prova consecutiva de Alonso sem terminar, algo inédito em sua carreira. O britânico Jenson Button também disse adeus à etapa antes de ver a bandeira quadriculada e completou o novo ‘pesadelo’ da escuderia, que soma apenas quatro pontos até agora no campeonato.

Com a vitória no Canadá, Lewis Hamilton fica com 151 pontos no Mundial de Pilotos e fica com 17 de vantagem em relação ao parceiro Nico Rosberg, vice-líder da competição.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 será o Grande Prêmio da Áustria, que será realizado no domingo, dia 21 de junho, às 9h (de Brasília).