Henrique dá show e Palmeiras derrota a Chapecoense, de virada, por 4 a 2

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2014 21h29

Henrique marcou três gols e foi o grande destaque na vitória do Palmeiras sobre a Chapecoense

Henrique comemora gol do Palmeiras contra a Chapecoense

Apreensão e alívio. Esses dois sentimentos devem ter prevalecido no coração de cada torcedor palmeirense durante um intervalo de apenas 90 minutos. Ao final desse período, entretanto, os apoiadores do alviverde de Palestra Itália puderam comemorar uma bela vitória. No Pacaembu, o Palmeiras largou atrás contra a Chapecoense, após tomar gol no final do primeiro tempo, mas, na etapa complementar, o Verdão mudou de postura completamente e conseguiu uma bela virada sobre a equipe catarinense. No final, o placar foi de 4 a 2.

Nos últimos três jogos entre as duas equipes até esta noite, o Palmeiras não havia marcado gol no rival do sul do país, mas desta vez o time de Palestra Itália compensou a escassez dos duelos anteriores e fez quatro em uma única oportunidade, com Wesley e Henrique, que marcou três vezes. Leandro, que marcou dois gols, descontou para os visitantes.

Com o resultado, o Palmeiras chega aos 28 pontos conquistados no Brasileirão, com campanha de oito vitórias, quatro empates e 14 derrotas, e deixa a zona de rebaixamento. Já a Chapecoense estaciona nos 28 pontos (sete vitórias, sete empates e 12 derrotas), continua fora da zona da degola, mas fica uma posição abaixo do alviverde paulista.

Na 27ª rodada, o Palmeiras enfrenta o Botafogo, fora de casa, no Maracanã, em duelo que será disputado na quarta-feira (8), às 19h30 (de Brasília). Já a Chapecoense recebe o Internacional, na Arena Condá, na quinta-feira (9), às 20h30.

O jogo – O confronto começou movimentado no Pacaembu e o Palmeiras foi superior na maior parte do primeiro tempo. Aos quatro minutos, Victor Luis teve a primeira grande chance de marcar para o time paulista, mas sua finalização parou no goleiro Danilo.

O Palmeiras voltou a assustar aos 13, quando Valdivia deu passe lindo para Diogo, que rolou para Henrique e o camisa 19, na cara do gol, perdeu uma oportunidade incrível, já que finalizou fraco e permitiu que Rodrigo Biro tirasse a bola em cima da linha.

Depois das primeiras chances do Palmeiras, a partida ficou mais truncada. A Chapecoense, entretanto, incomodou aos 25, quando Leandro chegou, mas Deola abafou a finalização. No rebote, Camilo bateu colocado, mas o arqueiro palmeirense evitou o gol.

O alviverde de Palestra Itália quase abriu o marcador aos 34, quando o time trocou bons passes, a bola chegou até Wesley, mas o volante finalizou e mandou a bola longe do gol da equipe catarinense.

Aos 39, Diogo saiu lesionado e Dorival Júnior colocou Cristaldo em seu lugar.

O Palmeiras não transformou sua superioridade em campo em gol e, assim, foi punido aos 40 minutos. Em contra-ataque pela direita, Leandro recebeu passe de Ricardo Conceição, ganhou de Gabriel Dias e finalizou cruzado. Deola chegou a tocar na bola, mas foi mal e não evitou o 1 a 0.

Antes do intervalo, o Verdão quase empatou, em chute de Victor Luis, de fora da área, mas o goleiro Danilo fez bela defesa e evitou a igualdade. A etapa inicial terminou com vantagem mínima da Chapecoense.

No segundo tempo, o Palmeiras escapou de tomar o segundo gol, aos dois minutos. Após passe errado de Wesley, Leandro chegou pela esquerda, entrou na área e cruzou para Fabinho, mas o jogador da Chapecoense, livre, perdeu o gol na cara da meta de Deola.

Após o susto, os comandados de Dorival Júnior empataram o jogo. Aos sete, Wesley recebeu bola na entrada da área, girou e mandou uma pancada de canhota, sem chances de defesa para Danilo. Tudo igual no Pacaembu: 1 a 1.

Um minuto após o gol, o goleiro Danilo evitou a virada. Após cruzamento de Juninho, Henrique cabeceou, mas Danilo fez uma linda defesa.

O Palmeiras virou aos 12. Wesley cobrou escanteio, Valvidia desviou a bola e Henrique, na segunda trave, se esticou para empurrar a bola para o fundo das redes: 2 a 1.

Oito minutos mais tarde, o Palmeiras já vencia por 3 a 1. Juninho cruzou da esquerda e a bola pegou na mão de Fabiano. O árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Henrique bateu com categoria e fez o seu segundo no jogo.

Aos 24, novamente de pênalti, Henrique marcou novamente e ampliou a folga para 4 a 1. O próprio Henrique sofreu a falta, após contato com Rodrigo Biro.

Após tomar o 4 a 1, a Chapecoense teve a chance de diminuiu, aos 28, mas Deola defendeu a finalização de Abuda.

Quando a vitória já estava garantida, o Palmeiras ainda tomou o segundo gol. Camilo chegou pela esquerda e cruzou para Leandro, que fez o seu segundo no jogo e diminuiu o prejuízo. Nada, entretanto, estragou a festa palmeirense no Pacaembu.