Hoje no Santos, Brunoro diz: “Palmeiras é o clube mais preparado para o futuro”

  • Por Jovem Pan
  • 17/03/2016 16h41
José Carlos BrunoroJosé Carlos Brunoro

Tão identificado com o Palmeiras, por causa do excelente trabalho feito por lá na década de 1990, José Carlos Brunoro hoje trabalha no Santos Futebol Clube. A empresa do dirigente, Brunoro Sports & Marketing, faz, há quase um mês, o planejamento estratégico da agremiação alvinegra. Isso, contudo, não impede o executivo de rasgar elogios ao antigo clube. 

Em entrevista exclusiva a Raphael Thebas para o Plantão de Domingo, da Rádio Jovem Pan, Brunoro foi bastante sincero e se rendeu à evolução do time alviverde na área administrativa. “O Palmeiras, hoje, é o clube mais preparado para o futuro. Tem uma arena espetacular, pode trabalhar com 100% das receitas e possui uma organização profissional que já foi adotada em vários departamentos...”, elogiou o dirigente. 

Brunoro trabalhou no Palmeiras em duas oportunidades. No início da década de 1990, foi diretor-executivo durante a parceria do clube com a Parmalat. O período foi um sucesso, e o dirigente retornou ao Palestra Itália para ocupar o cargo em 2013 e 2014. Desta vez, contudo, a atuação de Brunoro não foi unanimidade, principalmente porque o time brigou para não ser rebaixado e sofreu com turbulências na política. 

Mesmo assim, ele acredita que o seu trabalho tem rendido frutos à equipe alviverde até os dias de hoje. “Nesta minha última passagem pelo Palmeiras, ficou a marca de que eu trabalhava só com o futebol, mas não é verdade. É importante esclarecer isso, porque eu não era o diretor de futebol. Fazia exatamente o mesmo trabalho que faço hoje no Santos. A gente fez um estudo de todas as áreas, planejou, e muitas coisas que acontecem hoje no Palmeiras são decorrentes daquele processo“, declarou. 

Sobre o momento atual do clube de Palestra Itália, o dirigente foi otimista. Ele, por sinal, tem conhecimento de causa sobre o tema, já que fez sucesso no clube durante a parceria do Palmeiras com a Parmalat – hoje, o time alviverde é ligado à Crefisa“Tecnicamente, o clube não é analisado pelo conjunto e sim pelo que acontece em campo. Os resultados não têm sido tão bons, mas, para mim, isso é normal. Quando se monta um grupo todo diferente, leva um certo tempo para ter padrão, entrosar os jogadores e até dar uma unidade de pensamento aelenco, finalizou.