Hotéis com preços abusivos podem receber multa de até R$ 8 milhões

  • Por Jovem Pan
  • 29/02/2016 12h37
A Marina da Glória sediará as competições de vela nas Olimpíadas do Rio de Janeiro

 Hotéis do Rio de Janeiro que cobrarem preços abusivos durante as Olimpíadas poderão ser multados pelo Procon. Um levantamento feito pela entidade revela que, em alguns estabelecimentos, o aumento no valor das diárias chega a 3000% no período dos Jogos. Em época de alta demanda, como no Carnaval e no Réveillon, o valor dos quartos sobe, em média, entre 30% e 50% na Cidade Maravilhosa.

A presidente do Procon do Rio de Janeiro, Solange Amaral, adianta os valores das multas para quem abusar nos aumentos: “Nós já estamos abrindo um processo administrativo e eles poderão ser multados nos valores de R$ 600 a R$ 8 milhões”.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Rio de Janeiro, Alfredo Lopes, diz que são aceitáveis os aumentos de até 50%. O especialista em Direito do Consumidor e consultor Jovem Pan, Arthur Rollo, diz a Anderson Costa qual o papel de órgãos como o Procon: “Constatando essa proporção de 3000% de aumento já pode autuar e é possível inclusive fechar o estabelecimento em função de uma prática abusiva como essa”.

A alta dos preços durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro não deve ficar restrita à hospedagem. Quem for viajar para a Cidade Maravilhosa pode encarar aumentos de até 500% nas passagens aéreas.