Ídolo do Grêmio, Grohe ignora clubismo: “Taffarel foi minha maior inspiração”

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2016 16h18

Marcelo Grohe foi revelado pelo Grêmio e é um dos maiores ídolos do elenco tricolor

Marcelo Grohe foi revelado pelo Grêmio e é um dos maiores ídolos do elenco tricolor

Cria da base gremista e ídolo da torcida tricolor, Marcelo Grohe se inspirou em um dos maiores goleiros da história do Internacional para começar a jogar futebol. Em entrevista exclusiva a Daniel Lian que vai ao ar no próximo fim de semana, na Rádio Jovem Pan, o titular da meta do Grêmio revelou que o lendário Cláudio Taffarel foi o seu principal ídolo de infância. 

“Eu sou da época em que o Taffarel era o goleiro da Seleção. A primeira Copa do Mundo que eu me lembro de ter assistido foi a de 1994. Ele foi a minha maior inspiração. Posteriormente, goleiros como Marcos, Rogério Ceni e Dida também foram referências para mim, mas o Taffarel foi a maior, disse Marcelo Grohe, sem nenhum constrangimento. 

Ele poderia ser provocado pela relação que Taffarel possui com o maior rival do Grêmio. O goleiro tetracampeão mundial foi revelado pelo Inter e vestiu a camisa colorada de 1985 a 1990. Grohe, porém, só acompanhou o que Taffarel fez pela Seleção, e não pelo time gaúcho. 

“Eu não peguei ele no Inter… Era muito novo ainda“, disse o goleiro, que tinha três anos de idade quando Taffarel deixou o Beira-Rio para jogar no Parma, da ItáliaLembro mais dele na Seleção, nas Copas de 1994 e 1998. Foi um cara que com certeza inspirou todos os goleiros da minha faixa etária“, acrescentou. 

Hoje, o fã Marcelo Grohe é amigo do ídolo Cláudio Taffarel. O ex-jogador é o preparador de goleiros da Seleção Brasileira, e os dois trabalharam juntos nas vezes em que o gremista foi convocado por Dunga, de 2014 para cáTaffarel se encantou com a qualidade de Grohe e, em entrevista ao jornal Zero Hora, chegou até mesmo a compará-lo consigo 

Eu também não tinha muita estatura, não era um gigante... Usava muito a explosão, tinha um físico forte, assim como ele”, afirmou Taffarel. “Gosto muito da tranquilidade do Grohe. É um goleiro frio. Por não ter muita estatura, tem velocidade e é ágil”, encerrou, também deixando o clubismo de lado para exaltar o gremista que é fã de um colorado.