“Inimigos íntimos”, Suárez e Gerrard se enfrentam por sobrevivência na Copa

  • Por EFE
  • 18/06/2014 13h11

Artilheiro do Campeonato InglêsLuis Suárez chorando

Um é o atacante mais temido do Uruguai, o outro é o “cérebro” da Inglaterra, e ambos atuam em perfeita sincronia no Liverpool, mas nesta quinta-feira serão “inimigos íntimos” em um duelo que pode definir qual de suas seleções continuará com chances de avançar às oitavas de final da Copa do Mundo.

Suárez, com 31 gols, foi Chuteira de Ouro da Europa e foi decisivo na campanha que quase levou o Liverpool ao título do Campeonato Inglês. Gerrard, por sua vez, foi o principal “garçom” do uruguaio.

“Nestes dias nos falamos por telefone. Steven é um grande companheiro com o qual compartilho o dia a dia durante todo o ano. Sabemos bem o peso da partida que jogamos e cada um dará o melhor de si para tentar dar uma grande alegria a seu país. São jogadores de classe, e alguns fazem a diferença. É uma seleção com muitas virtudes, mas também tem algumas carências defensivas que trataremos de aproveitar”, afirmou.

Suárez voltará nesta quinta-feira a ser titular após a artroscopia à qual foi submetido no joelho esquerdo no dia 22 de maio. A operação inclusive gerou incerteza sobre sua participação no Mundial e o deixou fora da estreia, a derrota por 3 a 1 para a Costa Rica.

Aos 34 anos e em sua terceira participação em uma Copa, Gerrard é uma espécie de “termômetro” do futebol inglês, como o definiu o técnico uruguaio Oscar Tabárez. A bola passa por seus pés quando é preciso que saia com qualidade da defesa para o ataque. Além disso, sua voz de comando, visão e precisão para os passes o tornam uma referência natural do elenco.

O capitão do Liverpool também conhece muito bem Suárez e foi seu principal defensor quando o goleador uruguaio mordeu a orelha de um jogador adversário e foi suspenso por dez rodadas na Inglaterra. O atacante Daniel Sturridge, outro companheiro de Suárez no Liverpool, também se referiu a sua volta aos campos após a cirurgia.

“Espero que esteja bem e em forma, porque nunca desejo a lesão de ninguém. Não podemos ficar obsessivos com ele. Há outros (na seleção uruguaia) de grande potencial, como Edinson Cavani”, encerrou.

Quem será o craque da Copa?
Tuíte o nome do seu jogador preferido acompanhado de #CraqueJP