Inquérito será aberto para apurar injúria racial no jogo Inter x Tigres

  • Por Lancepress
  • 16/07/2015 18h22

Inquérito para apurar crime de injúria racial durante Internacional e Tigres será aberto

Folhapress Internacional e Tigres se enfrentam na Libertadores

O Juizado do Torcedor do Rio Grande do Sul já requisitou a abertura de um inquérito policial para apurar crime de injúria racil contra uma funcionária do Internacional, na jogo do clube gaúcho contra o Tigres (MEX), nesta quarta-feira, pela semifinal da Copa Libertadores. A mulher, que trabalha como steward no Beira-Rio, alega ter sofrido ofensa raciais de um torcedor.

A abertura do inquérito policial foi requisitada pelo Juiz Plantonista Marco Aurélio Martins Xavier. O boletim de ocorrência traz o depoimento da vítima, além do nome de testemunhas do incidente e o desejo da vítima de representar criminalmente contra o acusado, que nega conotação racista no que afirmou ter sido “apenas uma discussão”.

“E posteriormente, dizendo suas negrinhas, vocês não deveriam estar aqui, que não poderiam respirar o mesmo ar que eu respiro, vocês estão em um patamar longe do meu”, registrou a vítima em seu boletim de ocorrência.

Outras duas ocorrências foram registradas no Juizado do Torcedor na partida entre Internacional e Tigres.  Um registro foi o de um homem bêbado que teria xingado e agredido com um empurrão o condutor de um carro, nas proximidades do estádio.

Levado ao Juizado, aceitou a proposta de transação penal que o impede de assistir em qualquer estádio aos próximos três jogos do Internacional, quando deve comparecer a uma delegacia. Dentro do Beira-Rio, dois homens envolvidos em uma briga nas cadeiras abriram mão de representação criminal e tiveram o caso arquivado.